Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Torcida apoia seleção em Brasília, mas não vê chance de apagar vexame do 'Mineiraço'

Para vários torcedores que chegavam ao Estádio Nacional Mané Garrincha, a terceira colocação serve apenas de consolo

Tristeza no Fan Fest

Apesar das esperanças, torcedores ainda não esqueceram 'Mineiraço' (Márcio Silva)

A torcida brasileira vai apoiar a seleção em busca do terceiro lugar da Copa do Mundo neste sábado, contra a Holanda, em Brasília, mas acredita que uma vitória não vai apagar a humilhação do resultado de 7 x 1 sofrido diante da Alemanha na semifinal. Para os torcedores que chegavam ao Estádio Nacional Mané Garrincha, a terceira colocação serve apenas de consolo.

"O time tem que conseguir a vitória para se redimir, mas não vai apagar o que aconteceu. Aquilo foi inexplicável. Agora eles vão ganhar para não ser tão vexatório", disse o estudante Luan Garcia, que viajou de São Paulo para Brasília para assistir ao jogo.

A bióloga Kalanity Alves, de Goiânia, que estava com o rosto pintado com a bandeira brasileira, destacou que os jogadores precisam "pelo menos mostrar raça" e quer uma vitória do Brasil contra os holandeses para "diminuir um pouco a dor do brasileiro".

Ela acredita em apoio da torcida em Brasília neste sábado, quatro dias depois da pior derrota brasileira da história, ocorrida justamente num Mundial em casa. "A torcida sempre apoia. O brasileiro não deixa seu time, é questão de cultura, o brasileiro é otimista", afirmou.

Durante a goleada para a Alemanha em Belo Horizonte, os torcedores chegaram a vaiar o time em vários momentos, hostilizaram o atacante Fred, mas ao final as vaias se misturavam ao canto "sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor".

"Vai ter apoio da torcida sim, aquilo foi uma fatalidade", opinou o bancário Felipe Machado. Mas há quem vá torcer contra o Brasil. O estudante Mikael Castro declarou o seu apoio à seleção da Holanda porque o time brasileiro "não fez a parte dele, não tinha meio-campo".

O advogado paulista Flávio Galli alerta que, embora uma vitória possa "amenizar a situação", uma derrota deixaria o futebol brasileiro ainda pior, e defende uma mudança no comando do esporte. "Defendo uma troca porque é preciso renovar os profissionais, que já cumpriram seu papel. Os bastidores do futebol têm que ser reformulados", afirmou.

Apesar da má fase do futebol brasileiro, que há muitos anos deixou de encantar, ainda existem torcedores estrangeiros apaixonados pelo país, como o indiano Tanmoy Das, que vestia a camisa do Brasil e tirava fotos da placa do estádio em Brasília.

"Fiquei muito triste com a derrota do Brasil para a Alemanha, porque amo o Brasil. O resultado de 7 x 1 é muito frustrante para qualquer time, imagina para o Brasil", disse ele, que estava confiante numa vitória do time comandado pelo técnico Luiz Felipe Scolari sobre a Holanda.