Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Gareca não suporta a crise e é demitido do Palmeiras

O técnico argentino foi descartado um dia após a derrota frente ao Inter, no Pacaembu. O treinador chegou ao Alviverde como a solução do time no ano do centenário


Gareca não resistiu a mais uma derrota e foi demitido do Palmeiras.

Gareca não resistiu a mais uma derrota e foi demitido do Palmeiras. (Divulgação/Site Palmeiras)

Ricardo Gareca não é mais técnico do Palmeiras. A decisão veio na manhã desta segunda-feira (1) após reunião da diretoria do time paulista. A situação do treinador argentino ficou insustentável depois de mais uma derrota da equipe diante do Inter-RS, em pleno estádio do Pacaembu. Em meio a uma crise em pleno ano de seu centenário, o clima no Palestra Itália é tenso e o nome do ex-corintiano Tite chega com força para assumir o assumir o time.

Foram 13 jogos no comando do Verdão, tendo alcançado apenas quatro vitórias. Com Gareca, o Alviverde acumulou oito derrotas e um empate numa campanha que deixou o Palmeiras em situação terrível na tabela de classificação do Brasileirão. O time está na 16ª posição no campeonato, com 17 pontos, uma colocação à frente do Criciúma, primeira equipe na zona de rebaixamento da competição.

Gareca foi contratado para ser o técnico do ano do centenário Alviverde, depois de fazer belo trabalho dirigindo o Velez Sarfield, da Argentina. O treinador chegou a recusar proposta do Racing pra aceitar o pedido da diretoria do Palmeiras. Com a saída do treinador, a diretoria do Verdão estuda trazer o gaúcho Tite, que esteve no comando do arquirrival Corinthians até dezembro de 2013.

Com um salário considerado baixo para os padrões dos técnicos de ponta do Brasil, Gareca recebia R$ 150 mil mensais e trouxe para o elenco do Verdão quatro jogadores argentinos. Mouche, Allione, Cristaldo e Tobio foram todos indicados por ele, que devem prosseguir na Academia do Futebol do clube.

Gareca pede desculpas

O argentino já havia declarado em outras ocasiões que não pretendia deixar o clube, mesmo sofrendo forte pressão por parte da torcida. Assim que terminou a reunião que culminou com a sua saída do comando do Verdão, o técnico falou sobre sua demissão.

"Uma situação difícil, um técnico estrangeiro no Brasil. É complicado. Não tive os resultados esperados. Queria ter ficado aqui e tirar o time desta situação ruim. O clube teve respeito comigo e entendo a decisão, não estou decepcionado com a diretoria. A decepção é com os resultados ruins", lamentou o agora ex-treinador.

Gareca ainda dirigiu uma declaração aos torcedores do Palmeiras que mesmo nos momentos difíceis não deixou de apoiá-lo. "O Palmeiras é um clube magnífico. Peço desculpa ao torcedor. Só tenho a agradecer ao clube pela oportunidade", finalizou.

Quem assume o clube interinamente é Alberto Valentim, que já dirigiu o time em sete jogos nesta temporada. Conseguindo quatro vitórias, um empate e duas derrotas. No próximo fim de semana o Palmeiras enfrenta o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba.