Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Adriano Martins aposta em Cristiano Carioca, como seu primeiro treinador para o UFC

Treinador de Adriano desde que ele era faixa branca (iniciante) no jiu-jítsu, Cristiano Carioca retorna a Manaus para treinar novamente seu pupilo

Cristiano guiou Adriano Martins quando ele dava os primeiros passos no jiu-jítsu

Cristiano guiou Adriano Martins quando ele dava os primeiros passos no jiu-jítsu (Lucas Silva )

O lutador amazonense do UFC, Adriano Martins, já se prepara para sua nova luta, que provavelmente acontecerá em julho. E para voltar a encontrar o caminho das vitórias no octógono mais badalado do mundo (ele foi derrotado pelo americano Donald Cerrone na sua última luta no UFC, em janeiro), ele resolveu apostar em um “velho conhecido” seu. Treinador de Adriano desde que ele era faixa branca (iniciante) no jiu-jítsu, Cristiano Carioca retorna a Manaus para treinar novamente seu pupilo. Ele passou seis anos longe da capital amazonense.

Adriano explicou que a chegada de Carioca inaugura uma nova fase na jornada de treinos do lutador. “O Carioca é um cara que já tenho uma história e que me formou. Além de ser super experiente e conhecido, ele tem uma bagagem e muita história para contar no seu currículo. Aconteceu de estarmos novamente treinando juntos e graças a Deus ele é uma pessoa super importante na minha carreira. Acho que isso é só o começo de um novo tempo. Tenho um carinho especial por ele, pois é uma pessoa que sempre confiei e que sempre me ensinou”, destacou o lutador.

Com a troca de treinador, Adriano já mira realizar intercâmbios de pelo menos 45 dias no exterior, mas que antecipa que continuará morando e treinando em Manaus. “Conforme a ultima luta vimos que existe uma deficiência muito grande aqui na cidade. Não por culpa de ninguém, mas sim pela falta de atletas que lutam UFC, ou disputas profissionais, e do meu peso (leve). Decidimos fazer a base toda aqui, mas quando chegar mais próximo das lutas vamos aos EUA para passar pelo menos 45 dias realizando intercâmbio”, ressaltou o lutador.

Adriano também disse que não escolhe adversários. “Nunca escolhi luta na minha vida e essa não será a primeira vez. Eu luto com quem o evento escolher e vou me preparar toda vez para ser o campeão da categoria. Renovei com o UFC por mais quatro lutas. É um novo começo e vou entrar de cabeça para sair com a vitória e meu pensamento sempre será esse”, observou Adriano.