Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Amazonense Carlos Diego enfrenta o americano Ramsey Nijem em sua 2ª luta no UFC

Lutador que estreou no UFC há duas semanas de maneira fulminante, já tem nova luta agendada pela franquia. Diego falou como vai se preparar para o novo combate durante entrevista concedida ao jornal Manaus Hoje

Lutador levou o bônus da melhor performance da noite e comemorou seu feito

Lutador levou o bônus da melhor performance da noite e comemorou seu feito (Divulgação/UFC)

Não demorou nem 16 dias após estrear no UFC, para que o amazonense Carlos Diego, 29, tivesse a “surpresa” de ter a sua segunda luta na franquia agendada. O peso-leve baré vai enfrentar o americano Ramsey Nijem, de 26 anos, no dia 30 de agosto.

A luta acontecerá na cidade de Sacramento, capital do estado norte-americano da Califórnia (EUA). A luta principal da noite será a revanche entre o brasileiro Renan Barão e o americano T.J. Dillashaw pelo cinturão dos galos.

Em conversa com o MANAUS HOJE, Diego comentou a sua rápida luta contra o norte-americano Colton Smith, em sua estreia no Ultimate, no dia 28 de junho. Ele precisou de apenas 38 segundos para finalizar Smith e ainda levou o bônus de melhor performance da noite. “Eu estava bastante nervoso, pois além de ser minha estreia no UFC, ele me deu uma pressão muito grande. Mas no momento que entrei no octógono passou um rápido filme em minha cabeça, como as dificuldades que eu enfrentei na minha vida, as coisas de ruins que aconteceram, mas além disso pensei na minha mãe, filhos, amigos e todas as pessoas que estavam torcendo. Vi que era a minha oportunidade de mostrar para as pessoas tudo aquilo que treinei por muito tempo para conseguir. Não deixei a bola cair e ia começar com o boxe, mas ele quis me levar para a grade. Vi a oportunidade de finalizar ele e não perdi”, recordou o lutador.

Maratona

Sem tempo “até para respirar”, como destacou o lutador, Diego já se prepara para encarar Ramsey Nijem. “Eu já estava esperando que eles me ligassem nesse curto espaço mesmo, pois minha luta foi muito rápida e não cheguei a ter grandes lesões. Mas, ele é já é veterano no UFC e hoje (ontem) mesmo meus treinadores já começaram a procurar vídeos e pesquisar sobre ele. Inclusive nesse primeiro treino já nos baseamos nas técnicas dele”, revelou o amazonense.

Nijem possui 8 lutas no UFC e vem de duas vitórias seguidas. “Sei que ele é muito bom no boxe. É agressivo, mas já voltei a me preparar fisicamente e a minha parte motora. Não será uma luta fácil, mas trabalharei mais uma vez para trazer essa vitória para o Amazonas. Espero poder mostrar meu trabalho, pois treino forte e ainda quero fazer muito”, disse Diego, que antes do evento deve “recarregar as baterias” em Manaus para visitar sua família, conforme havia prometido. “Dia 29 de julho estarei em Manaus e no dia 10 já volto para os EUA. O tempo será curto, porém tenho que encontrar minha família e meus filhos, que precisam de mim e a saudade aumenta a cada dia”, desabafou o lutador.