Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Campeonato Amazonense: Nacional faz mistério e treina de portões fechados

O treinador do Leão da Vila Municipal não quis revelar os segredos do treino e nem as mudanças táticas no time. Torcedores e a imprensa foram barrados  

Leão barrou torcedores e a imprensa em seu treino desta quarta-feira (21)

Leão barrou torcedores e a imprensa em seu treino desta quarta-feira (21) (Arquivo/AC)

O Nacional treinou a portas fechadas, nesta quarta-feira (21), no CT Barbosa Filho, Zona Leste, sem a presença dos torcedores e da imprensa. A medida faz parte da estratégia do técnico Sinomar Naves que, literalmente, quer esconder o jogo do Princesa do Solimões para tentar surpreender o adversário no próximo sábado, no estádio Roberto Simonsen, que pode perder até por dois gols de diferença que ainda assim conquista o título de bicampeão Amazonense 2014.

O treinador do Leão da Vila Municipal não quis revelar os segredos do treino e nem as mudanças táticas que fará no time que enfrenta o Tubarão, mas admitiu que deve fazer alterações no ataque azulino para conquistar os três gols que garantem o título de campeão Estadual.

“Conversamos com todos os jogadores para esse jogo decisivo e avaliamos tudo que fizemos de errado. Temos a expectativa de conquistar a vitória pelo placar (três gols de diferença) que nós precisamos. Com certeza haverá mudanças no ataque, precisamos desde o início do jogo buscar o resultado. O Léo Paraíba é uma boa opção, mas ainda não tem nada definido”, desconversou Naves.

Ainda acreditam

Os jogadores do Naça ainda acreditam que podem reverter a vantagem do adversário e conquistar o Estadual. O volante Negretti sabe da responsabilidade do meio-campo azulino em parar os jogadores de criação do Princesa.

“A responsabilidade é de todo time. Agora é levantar a cabeça e entrar em campo conscientes que estamos perdendo por 2 a 0. Domingo vamos estar felizes e dar essa alegria para a nossa torcida”, prometeu o volante do Naça.

O zagueiro Rodrigão ainda aposta que o Naça vai conquistar o título. “Demos moleza no primeiro jogo. Sabíamos que tinhamos que entrar ligados e não cumprimos com as nossas obrigações no domingo. Agora temos o segundo jogo. Não está nada perdido, vamos lutar para ser campeão. Além de fazer três gols não podemos nem pensar em tomar gols”, afirmou o defensor nacionalino.

Falta de campo e folga no Tubarão

A falta de campo para treinamento está fazendo o Princesa diminuir o ritmo de trabalho para a final do Amazonense. Coube ao clube recorrer para o treino em academia e em locais como quadras e campo sintético. Na manhã de ontem, os jogadores realizaram apenas um trabalho de pequena proporção, físico técnico, na sede da Ciranda Flor Matizada. À tarde, os jogadores ganharam folga e não treinaram.

De acordo com o preparador físico Elysson Raul, a folga foi motivada para preservar os atletas. “Semana passada foi puxado. Jogamos na quinta, viajamos na sexta e jogamos no domingo. Optamos por não ter treinamento para preservá-los de lesão”, explicou.

O zagueiro He-Man, acredita que a falta de campo não vai prejudicar o clube na final. “Nada vai nos prejudicar. Estamos bem focados”, declarou.

O supervisor do clube, Izaque Soares, é o responsável por buscar alternativas de treinamento dos atletas. “O Gilbertão está em reforma e não temos campo. Para conseguir um local é complicado”, disse o supervisor que até o fechamento desta edição não sabia onde a equipe iria treinar nesta tarde.