Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Clima da Copa do Mundo começa a 'invadir' as ruas de Manaus

Ruas como a 24 de Maio, no Morro da Liberdade, já começam a ficar enfeitadas com a chegada do Mundial; trabalho feito por moradores inclui diversas surpresas

Bandeira do Brasil feita pelos moradores da rua da Zona Sul da cidade

Bandeira do Brasil feita pelos moradores da rua da Zona Sul da cidade (J. Renato Queiroz)

Em contagem regressiva para o início da Copa do Mundo no Brasil, moradores da rua 24 de maio, no bairro Morro da Liberdade, Zona Sul da cidade, deram o pontapé inicial e estão com parte da rua já ornamentada para o Mundial. De acordo com o decorador da rua, Aldo Barbosa, o trabalho é feito no asfalto e só depois é colocado nos postes.

“As estruturas de arame são esquadrejadas no chão, passamos um arame com o desenho e depois colocamos as bandeirinhas”, disse Aldo, que comprou até mesmo os postes onde as estruturas estão presas “Queremos vencer qualquer competição de rua enfeitada. Nosso trabalho vai ficar muito bonito”, disse ele.

Em seguida, ele explicou como é dividido o trabalho entre os moradores da comunidade. “Nós (moradores) começamos a trabalhar todos os dias às 13h e a ornamentação vai até a gente aguentar. Ninguém tem uma função especifica. Todo mundo ajuda como pode. As tias amarram as bandeiras no barbante. Outros fazem café, uns fazem kikão para a gente comer enquanto trabalhamos... Todo mundo faz o que pode e esta aí o resultado”, explicou.

Ainda segundo Barbosa, a ideia de ornamentar a rua já dura quatro mundiais. “Começamos com uma bandeira pequena na Copa da França. Depois, fizemos também na da Coreia e do Japão. Fizemos uma bandeira no Mundial da Alemanha e depois fizemos na Copa da Africa duas bandeiras. Uma da Africa, outra da Alemanha. Agora, para a Copa no Brasil, resolvemos fazer a rua toda”, disse Aldo. Uma bola já desenhada será enfeitada nos proximos dias.

Começo

Morador da comunidade há pouco mais de 30 anos, Aldo admitiu como começou a brincadeira. “Passei uma vez na rua Santa Isabel, na Praça 14 de Janeiro, e vi como estava bonito. E pensei em convidar todo mundo para fazer aqui. Então decidimos fazer o nosso diferencial. Ainda queremos dois portais (um na entrada outro na saída da rua) e fazer algumas surpresas que não posso revelar”, disse Barbosa.

Com a “mão de obra” toda sem custo, um dos trabalhadores da ornamentação é o soldador Eriosman, 40, conhecido como Chris. Morador de outro bairro, ele admitiu que trabalhar na ornamentação é um prazer. “Conheço todo mundo aqui e venho mais pelo prazer de ajudar. Queremos fazer, aqui, mais bonito que a rua Santa Isabel”, afirmou “Chris” que, nas horas vagas, trabalha como soldador.

Ele disse ainda o que foi mais difícil até o momento. “Fazer o escudo da CBF foi o mais difícil”, admitiu.

Membro da comissão criada que cuida da ornamentação da rua, o funcionário público Eduardo Lucas diz que espera resolver outros probleminhas com as atenções voltadas para a comunidade. “Queremos aproveitar as atenções para pedir que olhem para os nossos problemas”, disse o morador.