Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Colombianos residentes no AM ficam divididos no jogo da Copa desta sexta-feira (04)

Vivendo a muitos anos na capital amazonense, colombianos estão com os corações divididos no jogo entre Brasil e Colômbia nesta sexta-feira (04), em Fortaleza

Jorge e Mônica Molina, Paloma e Fred Caldas com opiniões diversificadas

Jorge e Mônica Molina, Paloma e Fred Caldas com opiniões diversificadas (Antônio Lima)

Simpáticos, festeiros e tão apaixonados por futebol quanto os brasileiros. Assim são os colombianos, que estão comandando a Copa do Mundo no Brasil, dentro e fora dos gramados. Mas a “empolgação latina” pode ser abalada nesta sexta-feira (04) , já que eles enfrentarão nas quartas de final, a seleção pentacampeã.

O CRAQUE encontrou colombianos que moram em Manaus há mais de 15 anos e que assim como os seus milhões de conterrâneos estão ansiosos e confiantes quanto à classificação para as semifinais do Mundial.

Jorge Molina e a esposa Mônica Molina moram no Brasil há 25 anos. O filho deles, Alejandro Molina é brasileiro e por isso hoje, no restaurante “La Finca”, na Zona Oeste de Manaus, a festa vai rolar de um jeito ou de outro.

“Confesso que o meu coração está dividido. Pra mim quem ganhar vai ser merecedor, mas uma coisa é certa, o que não vai faltar aqui é comemoração”, comentou Mônica.

Jorge diz que ama o Brasil, mas que a Colômbia está jogando um ótimo futebol e por isso no confronto desta tarde, vai torcer pelo seu país de origem.

“A Colômbia está jogando muito, impossível não torcer por ela. Gostaria muito que a gente só enfrentasse o Brasil na final, não queria que esse jogo acontecesse agora, mas já que vai rolar, vou torcer pela Colômbia, aposto que ganharemos de 2 a 1”, afirmou.

O filho de Jorge, o pequeno Alejandro, de sete anos, também acredita no mesmo placar, mas a favor do Brasil.

“Vou torcer pelo Brasil, ele vai ganhar por 2 a 1, dois gols do Neymar”, completou.

Casada com o colombiano Fred Caldas, Paloma Caldas também estará sozinha na torcida pelo Brasil diante da Colômbia. O esposo, os sogros, Maritza e Enrique Caldas e até o filho de cinco anos, Demitri Lima torcerão contra a Seleção Brasileira e a favor da Colômbia.

“Terei o reforço de alguns amigos brasileiros na hora do jogo, acredito na Seleção Brasileira e acho que a gente ganha de 3 a 2”, disse Paloma.

Mas o esposo discorda e diz que a Colômbia conseguiu formar um grande time, por isso vai eliminar o Brasil. “A Colômbia tem um time muito bom, que está jogando bem desde as eliminatórias. Está organizado e por isso tem grandes chances de ganhar do Brasil. Aposto no placar de 3 a 2 para a seleção colombiana”, comentou Fred Caldas - e a mãe dele completou.

“Acho que chegou a hora da Colômbia conquistar um título mundial. O Brasil já tem cinco e nós não temos nenhum”, afirmou Maritza.

Neymar x JamesPara Jorge Molina James Rodríguez é um ótimo jogador, mas ainda não está no mesmo nível do craque Neymar.

“Neymar é um jogador experiente e muito talentoso. Ele está praticamente jogando sozinho no Brasil. James é bom também, mas ainda precisa jogar um pouco mais para alcançar o nível do Neymar”, pontuou Molina.

Feriado nacional

A confiança no futebol colombiano é tanta que o presidente do país sul-americano virá ao Brasil para assistir ao confronto entre os donos da casa e seu país. E mais: Juan Manuel Santos decretou feriado nacional nesta sexta-feira, data da partida pelas quartas de final da Copa do Mundo.

“Gostaria de anunciar a todos os oficiais públicos que decretamos um feriado de meio expediente na sexta-feira para que todos possam assistir ao jogo”, declarou o ‘torcedor’ presidente.

Santos ainda reforçou: “O dia cívico começa às 13h, e já alerto a todos que comemorem com calma e em paz”, disse o presidente em comunicado. A presidente do Brasil, Dilma Rouseff, não divulgou se comparecerá ao confronto.

De acordo com o Portal Brasil, oficial do governo federal, Juan Manuel Santos chegará ao Brasil momentos antes da partida, que será disputada na Arena Castelão, em Fortaleza.

Histórico

 Colômbia voltou a disputar uma Copa do Mundo após 16 anos, e a participação é histórica. Pela primeira vez, ‘Los Cafetones’ chegaram às quartas de final da competição.

Em quatro jogos, até aqui no Mundial, foram quatro vitórias que fizeram com que o time alcançasse o segundo melhor ataque da competição com 11 gols, atrás apenas da Holanda, com 12. Tanta eficiência fez o time até ganhar um apelido: “febre amarela”.