Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Conheça o time da Colômbia, próximo adversário do Brasil na Copa do Mundo de 2014

Em sua quarta participação em Copas do Mundo, a Colômbia tem hoje jogadores que já estão escrevendo uma nova página na história do futebol colombiano  

O sucesso da Colômbia no Mundial pode ser comprovado pelos números e por jogadas espetaculares

O sucesso da Colômbia no Mundial pode ser comprovado pelos números e por jogadas espetaculares ( Fotos: Eitan Abramovich/AFP)

Quem tem mais de 30 anos certamente lembra daquela que foi uma das gerações mais promissoras da história do futebol colombiano. O time que tinha craques como Freddy Rincón, Carlos Valderrama entre outros, chegou à Copa do Mundo de 1994 como favorita, mas acabou protagonizando um verdadeiro fiasco. O time não passou da primeira fase perdendo os três jogos que disputou.

A eliminação colombiana tomou ares de tragédia quando o zagueiro da seleção, Andrés Escobar, que marcou um gol contra na Copa, foi executado quando voltou a Medelín. Aquela geração ficou só na promessa, mas a Colômbia de 2014 quer mudar essa história e tem muita munição para isso.

Em sua quarta participação em Copas do Mundo, a seleção tem hoje jogadores que já estão escrevendo uma nova página na história do futebol colombiano. E as estrelas desta geração atendem pelo nome de James Rodríguez e Juan Cuadrado. Já o comando do time fica a cargo do argentino Jose Pekerman.

Números

O sucesso da Colômbia no Mundial pode ser comprovado pelos números e por jogadas espetaculares, como o gol marcado Rodríguez, contra o Uruguai, nas oitavas de final.

Em quatro jogos, até aqui, foram quatro vitórias que fizeram com que o time alcançasse o segundo melhor ataque da competição com 11 gols, atrás apenas da Holanda, com 12. Tanta eficiência fez o time até ganhar um apelido: “febre amarela”.

O time do técnico Jose Pekerman chegou às quartas de final de uma maneira bem menos sofrida que o Brasil. Na primeira fase eles venceram a Grécia em uma goleada por 3 a 0.

No segundo jogo, contra a Costa do Marfim conquistaram outra vitória por 2 a 1 e encerraram a primeira fase goleando o Japão por 4 a 1. Nas oitavas de final, os colombianos bateram os uruguaios, sem maiores dificuldades, por 2 a 0.

Caminho do gol

A facilidade para fazer gols é uma das marcas deste. Enquanto a Seleção Brasileira faz um gol a cada 49 minutos, a seleção colombiana balança as redes adversárias a cada 33 minutos, em média.

Os colombianos também possuem melhor êxito nas finalizações. Enquanto o time de Felipão faz um gol a cada 8,8 chutes, precisa da metade de tentativas (4,2 chutes) para marcar seus gols.

Defesa

Até no que diz respeito ao sistema defensivo, a Colômbia leva vantagem, embora pequena, em relação à Seleção Brasileira. Eles sofreram apenas dois gols em toda a competição, um a menos que o Brasil.

Quem são os craques do país?

A grande estrela da seleção colombiana é, inegavelmente o meia do Mônaco, James Rodríguez. Ele é o artilheiro da Copa do Mundo com cinco gols.

Meia-armador de ofício, ele ainda deu mais duas assistências nesta Copa. Ou seja, dos 11 gols que a Colômbia tem no torneio, sete passaram pelos pés do jogador.

Outra característica marcante deste atleta é qualidade de passe que ele tem. Para se ter uma ideia, ele acertou até aqui 71% dos passes que deu, nos quatro jogos que atuou.

Juan Cuadrado também merece atenção especial. Ele tem categoria semelhante ao colega de time. O camisa 11 da Colômbia foi responsável por quatro assistências neste Mundial e também tem taxa de acerto nos passes até superior a James, com 72%.

É, pelo menos no que diz respeito ao quesito: “categoria”, a seleção da Colômbia está com uma bela “comissão de frente”.

Resta saber como o técnico Luiz Felipe Scolari vai ter o antídoto contra essa tal de “febre amarela”.