Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Copa do Mundo: Brasil enfrenta Camarões nesta segunda-feira (23) com expectativas de 1994

Há 20 anos, a Seleção Brasileira venceu por 3 a 0 a seleção da República dos Camarões, com gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto

O atacante artilheiro Romário beija a taça da Copa do Mundo, no dia 17 de julho de 1994

O atacante artilheiro Romário beija a taça da Copa do Mundo, no dia 17 de julho de 1994 (Divulgação)

Quatro confrontos. Três vitórias para a Seleção Brasileira, apenas uma vitória para a seleção da República dos Camarões. Encontros em Copas do Mundo? Até então, isso só aconteceu uma única vez, na primeira fase da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, quando o Brasil conseguiu acabar com um jejum que já durava 24 anos sem conquistar o Mundial da Fifa.

A partida aconteceu no dia 24 de junho de 1994, em São Francisco, na Califórnia. A Seleção venceu por 3 a 0, gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto. Foi o maior placar que o time do então técnico Carlos Alberto Parreira conseguiu naquele sofrido torneio.

Um dia antes daquele encontro completar 20 anos, Camarões e Brasil voltam a se cruzar em uma Copa do Mundo. Só que, desta vez, a situação é diferente.

Em 1994, as equipes se enfrentaram na segunda rodada do torneio, ambas com chance de classificação. Amanhã, no estádio Mané Garrincha, só a Seleção Brasileira terá chance de seguir em frente.

Memória

A melhor participação de Camarões em Copa do Mundo aconteceu na Copa da Itália, em 1990. Em um torneio marcado pelos esquemas táticos totalmente defensivos, Camarões deram um pouco de frescor ao bom futebol, mostrando um estilo de jogo alegre e ofensivo.

E quem era o craque daquele time? Um veterano chamado Roger Milla. Aos 38, anos ele entrou para a história como o jogador mais velho a marcar um gol em uma Copa. Ele quebraria o próprio recorde quatro anos depois, nos Estados Unidos, quando marcou um tento aos 42 anos. Graças a brilhante campanha de 1990, o time de Camarões terminou a Copa em sétimo. A melhor posição até hoje.

É, mas os bons tempos dos “Leões Indomáveis” ficaram para trás. Apesar das seguidas participações em mundiais, os africanos sequer conseguiram passar da primeira fase na última Copa do Mundo. Foram três derrotas que deixaram o time em último lugar do Grupo E.

Situação que se repete, até aqui, já que eles perderam para o México (1 a 0) na primeira rodada e foram goleados pela Croácia, por 4 a 0, na Arena da Amazônia.

Fora de campo

Um dos grandes problemas do time camaronês está fora de campo. Antes de embarcar para o Brasil, os jogadores fizeram uma ameaça de greve, por não receberem os prêmios prometidos pela federação de futebol de Camarões. Pela eliminação, clima de crise antes mesmo de embarcar, a Seleção Brasileira tem obrigação de vencer e bem os africanos. Vai ser – ou pelo menos deveria ser – fácil como empurrar bêbado ladeira abaixo.