Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Destemida, equipe de natação da Nilton Lins conquista medalhas e aguarda jogos nacionais

Depois de arrasar na 16ª edição do Meeting Internacional das Fronteiras Norte de Natação, Nilton Lins inicia Jogos Escolares do Amazonas (JEAs) com cinco medalhas

Competições de natação no JEAs sempre são bem acirradas

Competições de natação no JEAs sempre são bem acirradas (Antonio Lima)

De olho nos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs), a equipe de natação da Nilton Lins iniciou bem os Jogos Escolares do Amazonas (JEAs), ao conquistar quatro medalhas no individual e uma no revezamento 4x100, nesta terça-feira (05), na piscina da Vila Olímpica de Manaus, Zona Oeste.

Depois de arrasar na 16ª edição do Meeting Internacional das Fronteiras Norte de Natação, no último fim de semana, em Boa Vista, quando ajudou o Amazonas a ficar em primeiro lugar no torneio, o grupo agora volta todas as atenções para a competição estadual, considerada uma das melhores e mais aguardadas pelos atletas.

Marcos Iran, de 17 anos - que conquistou seis medalhas individuais no torneio internacional e mais duas por equipe - fez bonito no JEAs, completou a prova dos 50 m livre com o tempo de 25s16 e já garantiu uma vaga no JEBs.

“Fiquei feliz por ter conseguido a medalha de ouro porque era o meu principal objetivo. Queria ter completado a prova em um tempo menor, mas estou satisfeito com a medalha de ouro”, disse o nadador, que vai participar do JEBs pela segunda vez.

Nicolas Verly, de 15 anos, ficou com a medalha de prata: ele completou a prova com o tempo de 25s79. No Meeting Internacional, o nadador conquistou oito medalhas de ouro - seis em provas individuais e duas em disputas coletivas.

“Todas essas conquistas da nossa equipe só aconteceram porque nós treinamos muito, estávamos muito bem preparados para o torneio”, completou o atleta, que vai buscar uma vaga nos Jogos Escolares Brasileiros hoje e amanhã.

A outra medalha de ouro individual da Nilton Lins foi conquistada pela atleta Rebeca Severiano, de 17 anos, também na prova dos 50 m livre. Driely Nunes, de 15 anos, ficou com o bronze e a equipe também levou o ouro no revezamento 4x100. Para o técnico Leandro Freire, o resultado do primeiro dia de competição foi satisfatório. “Foi um resultado bom, principalmente se levarmos em conta que os atletas competiram até domingo de manhã e estão cansados. Mas ainda temos dois dias para conquistarmos mais medalhas”, comentou o treinador.

Leandro também falou sobre Meeting Internacional das Fronteiras - quando todos os atletas da Nilton Lins conquistaram medalhas.

“Foi muito bacana tudo o que aconteceu em Boa Vista (local da competição), mas confesso que os resultados não me surpreenderam. Hoje nós temos uma preparação muito intensa e tudo o que alcançamos no torneio internacional é fruto de muito treinamento”, disse.

“A equipe da Nilton Lins é apontada como uma das melhores do Norte. E isso é devido aos resultados positivos em disputas regionais e nacionais”, completou ele.

Ainda segundo o treinador, a competição em Roraima serviu de preparação para os Jogos Escolares, evento que ele considera bem mais importante por conta da vaga para os Jogos Escolares Brasileiros.

“Toda competição tem a sua importância e é claro que a gente sempre pensa na vitória. O Meeting Internacional foi sensacional, não só pela colocação do Estado do Amazonas, mas principalmente porque serviu de preparação para os JEAs - disputa muito importante, pois nos garante a oportunidade de participar da etapa nacional, que, sem dúvida, é o nosso principal objetivo”, acrescentou o técnico.

Ano passado, oito atletas da Nilton Lins participaram dos Jogos Escolares Brasileiros.

Vaga nos JEBs

Aos 14 anos, a nadadora Luisa Marillac vai participar pela terceira vez dos Jogos Escolares Brasileiros. Ela garantiu a vaga para a edição deste ano, ontem, ao conquistar a medalha de ouro na prova dos 100 m borboleta.

Competindo em uma categoria onde a maioria das atletas tem idade entre 15 e 17 anos, Luisa surpreendeu ao deixar para trás as adversarias e completar a prova realizada ontem.

“Gostei do tempo que completei a prova, mas principalmente por ter a chance de participar mais uma vez do JEBs. Quando fui a primeira vez tinha apenas 12 anos e a minha falta de experiência pesou. Ano passado fiquei em quarto lugar, por isso este ano espero alcançar um resultado melhor. Quero ficar entre as três melhores atletas da minha categoria”, completou a nadadora.

De olho em 2020

Nicolas Verly também garantiu uma vaga no JEBS, ao lado dos companheiros Marcos Iran, João Arthur e Ely Maia ele garantiu a medalha de ouro no revezamento 4x100. Verly, que começou a nadar aos 10 anos de idade, com o objetivo de perder alguns quilos e ficar em forma, hoje é um dos principais destaques da Natação amazonense.

E, como todo atleta de modalidade olímpica, também pensa em representar o Brasil nos Jogos de 2020.

“Estou treinando muito para conseguir integrar a delegação brasileira de desportos aquáticos, que irá participar das Olimpíadas de 2020, que vai ser realizada em Tóquio, no Japão. Isto é um sonho que eu não pretendo abrir mão de realizar e tenho certeza de que, com muita dedicação e força de vontade, eu irei conseguir chegar lá”, declarou.