Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mistério: Ingressos para jogo entre Nacional e Remo não constam na CBF

Os ingressos de área VIP, vendidos a R$ 100 pelo site Ingresse.com no jogo de estréia da Arena da Amazônia, não aparecem no borderô divulgado pela CBF. E a pergunta que não quer calar é: cadê os ingressos? 

Os torcedores vibraram com os lances da partida

Disputa pelos ingressos no jogo inaugural foi grande (Clóvis Miranda)

Um mistério ronda a venda dos ingressos da partida entra Nacional e Remo, no último dia 9 de março, no jogo de inauguração da Arena da Amazônia Vivaldo Lima. Os ingressos no valor de R$ 100 (área vip) colocados à venda no site da empresa ingresse.com e dados como esgotados pela mesma não aparecem Boletim Financeiro (borderô) divulgado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O presidente do Nacional, Mário Cortez, afirmou ontem que dos 20 mil ingressos confeccionados para a partida, três mil foram doados ao Governo do Estado e seriam distribuídos para instituições de caridade. Ele disse que foram vendidos 9.875 ingressos, e os 125 que completariam os 10 mil foram repassados entre os jogadores do Naça, Caixa Economica Federal, CBF e Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

“Foram 20 mil ingressos para a partida entre Nacional e Remo. Deste montante 7 mil foram doados para os operários da Andrade Gutierrez que trabalharam na Arena e três mil foram repassados para o Governo do Estado para serem doados para instituições de caridade. Isso foi explicado na reunião que participamos com o governador Omar Aziz antes da venda dos ingressos. Dos 125 ingressos que completaram os 10 mil ingressos, 20 foram para a Abin, 30 para a CBF, 50 para a Caixa, 20 para os jogadores levarem a família e cinco foram para o médico do Nacional”, explicou Cortez.

A reportagem do CRAQUE entrou em contato com a Agência de Comunicação do Estado (Agecom), que repassou o contato da assessoria de imprensa da primeira dama Nejmi Aziz. “Serão 38 instituições conveniadas com o Governo do Estado que serão beneficiadas. O benefício será entregue pra eles amanhã (hoje), que equivale a parte da renda dos ingressos vendidos. Não sei dizer quanto vai ser repassado para cada uma dessas instituições.

Foi o Nacional que fez a venda dos ingressos para ajudar as instituições. Não sei quanto foi arrecadado”, explicou a assessoria de imprensa da primeira dama do Estado. O CRAQUE entrou em contato com a ingresse.com para saber como ingressos no valor de R$ 100 foram disponibilizados pelo site se os mesmos não aparecem no borderô. A empresa disse que não poderia se manifestar por força de contrato que tem com o Nacional.