Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Lateral direito Magno pode ser o terceiro jogador a ser desligado do Princesa do Solimões

O jogador sofreu um problema muscular durante o treino, nesta quinta-feira (21), na Colina, e está fora do jogo contra o São Raimundo (RR), válido pela Série D do Brasileirão 

Magno mostra para Charles Guerrero a coxa direita machucada

Magno mostra para Charles Guerrero a coxa direita machucada (Lucas Silva)

O lateral direito Magno, do Princesa do Solimões, sofreu um estiramento muscular do músculo posterior da coxa direita, nesta quinta-feira (21), durante o treino de apronto na Colina e está fora da partida contra o São Raimundo (RR) amanhã pela Série D do Campeonato Brasileiro. O técnico Charles Guerreiro que iria dar mais uma oportunidade ao jogador na partida contra os roraimenses, confirmou que o ala deve ser dispensado nos próximos dias pela diretoria do Tubarão que já está tentando a contratação de um lateral direito de ofício para a posição.

“Vou conversar com a diretoria amanhã (hoje) não é porque são jogadores que eu trouxe que a gente vai segurar. Quando você indica um atleta ele tem que render, são contratações do treinador de confiança. Dois já saíram (Flamel e Lourinho) e o Magno perdeu a oportunidade de jogar. Ele acabou se machucando e deve estar saindo. Não vai dar tempo de se recuperar. Todo jogo é decisivo e não podemos mais errar”, enfatizou o treinador do Tubarão admitindo que já pediu a contratação de um jogador para a posição.

Falta de sorte

Depois do treino, Magno que veio do Paragominas (PA) para reforçar o Princesa no Campeonato Brasileiro, e só fez uma partida como titular na estreia contra o Santos (AP), na derrota por 2 a 1 em Macapá, tentou explicar o que aconteceu. Ele disse que a recuperação da contusão deve durar de três a cinco dias.

“Estou muito chateado. Nenhum jogador gosta de ficar no departamento médico sem jogar. Tinha acabado de fazer o aquecimento e no início do trabalho com bola quando fui dar um pique para fazer um cruzamento senti um desconforto no músculo posterior da coxa direita. Infelizmente me tirou do treino e do jogo contra o São Raimundo”, lamentou o jogador a falta de sorte justamente quando teria mais uma oportunidade no time titular.

Questionado sobre se estava ciente que a contusão poderia prejudicar a sua permanência no clube, já que essa poderia ter sido sua última chance de se firmar no time titular e que seria dispensado, Magno foi enfático.

“Tenho certeza que me prejudicou. Estava buscando o meu espaço no time e vinha trabalhando forte. O professor iria me dar mais uma oportunidade e infelizmente isso aconteceu. Estou tranquilo em relação a isso. O que aconteceu (a contusão) é inevitável e não sabemos quando pode acontecer. Em relação a dispensa estou tranquilo. Se essa for a vontade da diretoria a gente senta e conversa”, enfatizou o jogador visivelmente abatido. Com a saída de Magno, já são três jogadores dispensandos (Flamel e Loirinho) em apenas dois dias.