Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Nacional aposta no atacante Fabiano para vencer o Remo

Amigo pessoal do atacante Fred do Fluminense, Fabiano que é carioca de São João do Miriti (RJ), promete fazer “tremer” o estádio Mangueirão, nesta quinta-feira (27)


Fabiano marcou dois gols em cima do Penarol e classificou o Nacional para a semifinal

Fabiano marcou dois gols em cima do Penarol e classificou o Nacional para a semifinal (Evandro Seixas)

A defesa do Remo que se cuide. O Nacional vai com artilharia pesada pelo alto com uma arma poderosa: o atacante Fabiano, 1m89 de altura, destaque do Naça no Estadual na vitória contra o Penarol quando marcou dois gols de cabeça e conquistou o coração da torcida do Leão. Amigo pessoal do atacante Fred do Fluminense (que também é um excelente cabeceador), Fabiano que é carioca de São João do Miriti (RJ), promete fazer “tremer” o estádio Mangueirão, hoje, a partir das 18h30 (horário de Manaus), com um ataque aéreo fulminante quando o Leão da Vila Municipal entrar em campo pelo jogo de ida da Copa Verde contra os paraenses.

“Joguei com o Fred na base do América Mineiro em 1999 e aprendi muito com ele em termos de colocação na área, cabecear e frieza na hora da finalização. Espero por em prática isso amanhã (hoje) contra o Remo e ajudar o Nacional a voltar com um resultado positivo em pleno Mangueirão”, avisou o atacante azulino.

Sobre a estratégia do Leão da Vila Municipal para infernizar a defesa paraense no jogo aéreo, Fabiano disse que o esquema tático com dois laterais que apoiam bastante (Daylson e Fabinho), facilitam os cruzamentos altos sobre a área e aumentam as chances de gols de cabeça.

“Eu sou a referência dentro da área. Até pela boa estatura sempre estou ali brigando com os zagueiros esperando para tocar para quem vem de trás, ou esperando os cruzamentos altos na área para marcar os gols de cabeça. Procuro subir o mais alto possível e cabecear sempre para acertar o gol, sem tirar muito do goleiro para a bola não ir pra fora, depois deixo o goleiro se virar. A maioria dos meus gols foram de cabeça, mas não sei ao certo quantos fiz até agora”, disse Fabiano que promete balançar as redes adversárias e dedicar o gol ao amigo Leonardo, atacante nacionalino que sofreu afundamento do malar (osso da face), passou por cirurgia e está fora do time por 60 dias.

DECISÃO

O técnico do Nacional, Francisco Diá, está encarando a partida contra o Remo como uma decisão antecipada da Copa Verde. Mais tranquilo depois da conquista da classificação para semifinal do Estadual, ele espera mudar o foco totalmente contra os paraenses para surpreender em pleno estádio Olímpico do Mangueirão.

“Conversei com os jogadores que cada jogo é uma decisão para o Nacional. Depois de conquistar a vaga para a fase semifinal do Estadual, vamos agora nos concentrar nessa partida contra o Remo pela Copa Verde que é um jogo de 180 minutos. É um adversário qualificado que acabou de ser campeão paraense. Mas o Nacional tem condições de fazer um bom jogo e trazer a decisão para Manaus com casa cheia na Arena da Amazônia com a nossa torcida que será o nosso 12º jogador e conquistar a classificação”, avisou Diá.

Ordem é ‘sufocar’

Para o técnico do Remo, Charles Guerreiro, o título de campeão do primeiro turno do paraense conquistado no último final de semana sobre o Paysandu, já faz parte do passado. Guerreiro promete um time ofensivo para sufocar o Nacional desde os primeiros minutos de partida. A ideia é não dar chance ao adversário e, quem sabe, fazer um placar dilatado para jogar com mais tranquilidade a partida de volta em Manaus no próximo dia 9, na inauguração da Arena da Amazônia.

O treinador remista gostou da atuação de sua equipe no clássico contra o Papão da Curuzu, e espera que o time com o retorno de alguns jogadores titulares renda ainda mais contra os amazonenses.

“Vamos armar a equipe ofensiva, mas sem descuidar da pegada na marcação. Temos que fazer a diferença contra o Nacional até porque jogamos em casa diante da nossa torcida. A equipe amazonense vem motivada. Manaus é sede da Copa do Mundo e eles vão querer ganhar pra levar a vaga para a próxima fase da Copa Verde”, avaliou o cauteloso técnico do Remo.

Depois do treino apronto de ontem, o técnico Charles Guerreiro, que jogou no Flamengo e foi ídolo no futebol paraense, anunciou que deve manter a defesa com Levy, Carlinhos Reec, Max e Alex Ruan. No ataque, Thiago Potiguar que não jogou o clássico Re-PA, está confirmado.