Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Novo treinador do Princesa do Solimões será anunciado nesta quinta-feira (29)

Após demissão de Marcos Piter, clube diz que pretendido nunca atuou no futebol local; nome está sendo mantido em sigilo em Manacapuru

Marquinhos e Maddy, até bem pouco tempo, eram colegas no Princesa

Marquinhos e Maddy, até bem pouco tempo, eram colegas no Princesa (Evandro Seixas)

Depois da demissão do amazonense Marcos Piter do comando do Princesa, a diretoria pode anunciar até o final da tarde de hoje o nome do novo treinador para a disputa da Série D. O anúncio deverá ocorrer depois de cinco dias da perda do bicampeonato amazonense para o Nacional, no último sábado.

De acordo com o diretor de futebol do clube, Raphael Maddy - que conversou com a imprensa, após cinco dias sem dar entrevistas – o clube apenas espera a confirmação por parte do novo técnico. “Conversamos com o treinador e ele deu prazo até amanhã (hoje) às 17h para confirmar o acerto. Nós não temos lista de preferência, se não der certo vamos atrás de outro treinador e anunciaremos até sábado”, revelou.

Mantido em segredo o nome do novo técnico, Maddy faz mistérios e afirma que o treinador nunca trabalhou no futebol local. “O treinador não é de um clube de grande expressão e também não atuou no futebol amazonense. Ele vai decidir a vida dele, pois ainda tem vínculo com um clube”, disse o dirigente sem falar qual é o clube.

Gratidão

Maddy ainda foi grato ao ex-técnico Marcos Piter, que deu um título inédito e um vice-campeonato ao Tubarão. “Fez um bom trabalho, foi campeão do ano passado, disputou dois títulos, mas decidimos mudar por tudo que aconteceu nos últimos resultados. Isso não tem nada haver com as brigas e confusões do último jogo. Só temos agradecer por tudo que fez pelo clube”, declarou. Demitidos Além do técnico, oito jogadores tiveram os contratos encerrados com o Tubarão. “Milton, Paulo, Eduardo, Israel, Gró, Charles, Flávio e Ritson foram mandados embora. Alguns como o Charles foram aproveitados no primeiro trimestre e não foram utilizados no campeonato. Precisamos enxugar o elenco”, frisou Maddy, que não vai dispensar os jogadores Nando, Deurick e Fininho que se envolveram na briga no estádio do Sesi. “Muita gente brigou, contra fatos não há argumentos. Vamos aguardar o julgamento (TJD) acontecer”, amenizou.

A volta aos trabalhos deve acontecer no dia 16 de junho. O dirigente espera a chegada do técnico para decidir os seis reforços para o Brasileiro.