Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

População amazonense opina sobre convocação dos 23 jogadores da Seleção Brasileira

Ao término da leitura da lista dos convocados que irão lutar para conquistar o Hexacampeonato no Brasil, alguns amazonenses aplaudiram os eleitos

Torcedores deram uma pausa no trabalho para acompanham convocação

Torcedores deram uma pausa no trabalho para acompanham convocação (Clóvis Miranda)

Risos, amizades, descontração e até apostas em meio ao expediente. Este foi o clima vivido por parte dos trabalhadores do porto da Manaus Moderna que assistiram ao pronunciamento de Luiz Felipe Scolari, ontem pela manhã, enquanto anunciava a lista dos 23 convocados que irão tentar conquistar o Hexacampeonato no Brasil. Ao término da leitura da lista, alguns dos trabalhadores chegaram a aplaudir os eleitos.

No local desde cedo, a reportagem pôde perceber certa quietude em parte dos populares durante as horas que antecipavam o anúncio. Outros demonstravam nem mesmo saber o que aconteceria ontem. “É hoje (ontem) essa tal de convocação? Nem sabia”, disse um dos carregadores que não entendiam a presença da imprensa no local.

Proprietário de uma banca que vende água de coco, cachaça e refrigerante há pouco mais de três meses, Claudemir Arco Batista não aprovou a convocação do atacante do Fluminense, Fred.

“Olha, eu sou flamenguista, mas levar jogador para perder a Copa em casa é complicado”, disse para depois citar qual jogador queria ver na Seleção. “Acho que se ele (Felipão) tivesse mesclado essa juventude, com a experiência do Ronaldinho Gaúcho, ou a do Kaká, teria dado em título. Mas vou torcer para ser campeão”, afirmou.

Voluntária da Fifa durante os jogos em Manaus, a estudante universitária Jucikelly Abreu de Souza, 32, que estava na banca ao lado da de Claudemir (local que a TV estava instalada) fez questão de registrar sua opinião quanto ao Mundial em Manaus. “O que me empolga mais não é o time. E sim, o que deve ficar de legado. Nossa cidade precisa evoluir”, opinou. Ela disse em seguida, que o time, para ela, não importa. “Quem vai, ou quem não foi, não me importa. Quero ver o Brasil campeão com garra dentro de casa. Sou brasileira acima de tudo”, encerrou.

Seleção Questionada  

Carregador conhecido na zona portuária, Antônio Marcos, 26, questionou nomes convocados por Felipão. “O que o Henrique está fazendo nesta lista? O ataque tá bom, mas ele levou jogadores que nem sei por que estão lá. O que o Henrique fez para estar na lista?”, questionou. Para Wellington Vasconcelos, 19, a presença do zagueiro Henrique também foi questionada. “Acho que o time é esse. Mas não entendi o motivo do Henrique estar entre os 23. O Dedé esteve mais presente do que ele”.