Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Lutador paraibano de MMA bota seu cinturão em jogo neste sábado (24), nos EUA

O brasileiro Renan Barão vai enfrentar o talentosíssimo norte-americano T.J Dillashaw no UFC 173, que acontece neste sábado (24), em Las Vegas. Confira a entrevista exclusica que o lutador concedeu ao Craque

Renan Barão é da mesma equipe do amazonense José Aldo Jr (campeão dos penas do UFC)

Renan Barão é da mesma equipe do amazonense José Aldo Jr (campeão dos penas do UFC) (Jornal A Crítica)

Considerado por Dana White o segundo melhor lutador peso por peso do Ultimate, o paraibano Renan Barão (32-1-0) bota seu cinturão dos galos (até 61kg) em jogo ao enfrentar neste sábado o talentosíssimo norte-americano T.J Dillashaw (9-2-0) no UFC 173, que acontece em Las Vegas, Estados Unidos.

Outro brasileiro no card, o brasiliense Francisco Massaranduba bota sua invencibilidade em jogo, ao enfrentar Michael Chiesa em luta válida pela categoria dos leves.

Tranquilo

Sem demonstrar qualquer pressão diante das declarações dada pelo “Big-Boss”, Renan Barão, até esta quinta-feira (22), ainda postava fotos nas redes sociais dentro de uma banheira de água quente, ritual que faz parte do processo para bater o peso da categoria.

Batalhas fora do octógono à parte, como um bom campeão que é, Renan Barão atendeu a equipe do CRAQUE com exclusividade e, em seu discurso, pregou respeito ao rival e confiança. “Ele (Dillashaw) é um oponente forte que está bem treinado e merece a chance de disputar o título. Vem de vitória e quer muito o cinturão. Mas lamento muito por ele, pois este é o meu momento. Infelizmente ele vai bater com a cara na parede”, disse.

Em se tratando de idade, o desafiante é um ano mais velho. Porém, no que se diz respeito à lutas, o brasileiro bota o desafiante no “bolso”. E é justamente esta experiência em número de lutas, que será o diferencial para o brasileiro.

“Ele pode até ter mais gás. Mas isso não importa agora. Eu tenho mais que o triplo de lutas dele, então, com essa experiência toda me sinto confiante o suficiente para dizer que vou vencer mais esta luta”, afirmou.

Renan Barão é da mesma equipe do amazonense José Aldo Jr (campeão dos penas do UFC), a Nova União e tem como líder André Pederneiras. Justamente por manter a sua base de treinos com a melhor equipe do mundo — como classifica o próprio lutador— a preparação para esta defesa de cinturão foi toda feita no Brasil.

“Treino na melhor equipe do mundo. Fiz um treino duro e muito forte. Aliás, quem treina na Nova União, não precisa sair do País para fazer camping. Estou bem treinado e muito confiante. Isto eu posso garantir”, finalizou.