Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Revanche no UFC: lutador José Aldo fala do respeito que tem pelo desafiante Chad Mendes

Dois anos depois de nocautear o norte-americano, o amazonense se prepara para a revanche, que vai acontecer no dia 25 de outubro, no Ultimate 179, no Rio

Amazonense José Aldo

José Aldo chegou nesta segunda-feira (11) a Manaus para rever parentes e amigos (Divulgação/UFC)

Em janeiro de 2012, o amazonense José Aldo surpreendeu o mundo dos apaixonados pelas artes marciais ao nocautear o norte-americano Chad Mendes com uma joelhada certeira, em mais uma defesa de cinturão no UFC. Dois anos depois, o campeão peso-pena se prepara para a revanche, que vai acontecer no dia 25 de outubro, no Ultimate 179, no Rio de Janeiro.

Mas apesar da vitória convincente, que levou o público do Arena da Barra (local onde aconteceu o confronto de 2012) ao delírio, José Aldo disse que respeita bastante o adversário e que por isso não pode vacilar na preparação.

“Estou muito focado para essa luta, não posso esquecer que do lado de lá tem um cara que também quer muito vencer. E a gente tem que respeitar, treinar cada vez mais para chegar lá e não ter nenhuma surpresa”, disse o campeão.

“Confio muito na minha preparação para esse confronto. Eu já o conheço, mas não posso esquecer que ele também me conhece, por isso não posso dizer que estou confiante porque já o venci uma vez, tenho que estar confiante por conta da minha preparação”, completou.

José Aldo também declarou que está muito feliz pela oportunidade de lutar mais uma vez no Brasil.

“Graças a Deus terei a oportunidade de lutar mais uma vez no Rio de Janeiro. Pra mim é uma felicidade lutar perto de todos, amigos, família e companheiros de treino também. Só de não ter aquela viagem longa, outro clima, já ajuda bastante”, comentou o lutador.

Sobre uma possível edição do UFC em Manaus, o atleta afirmou que o desejo é muito forte e no que depender dele esse sonho ainda será realizado.

“Estamos trabalhando para trazer o UFC para Manaus. Esse é o nosso plano. Não deu agora, mas futuramente vamos ver, vamos esperar, deixar o tempo passar e se Deus quiser isso vai acontecer”, ressaltou.