Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Saudade do namorado torna amazonense líder no ranking nacional de boxe

Sandra Ramos começou no boxe para reatar com o namorado, Cássio Humberto, que também é boxeador e que hoje é seu marido, e agora ela lidera o ranking nacional da categoria mosca-ligeiro da modalidade

Sandra e o marido Cássio tem uma rotina diária de treinamentos. O boxe os uniu e fez ela virar a líder do ranking nacional

Sandra e o marido Cássio tem uma rotina diária de treinamentos. O boxe os uniu e fez ela virar a líder do ranking nacional (Alírio Lucas )

Namorar um atleta acaba se tornando um “desafio” na maioria dos casos, uma vez que viagens, competições e treinos acabam “atrapalhando” bastante a rotina do casal.

Sandra Ramos, 26, enfrentou bastante este “drama”. Hoje casada com o boxeador Cássio Humberto - campeão brasileiro na categoria super-pesado em 2006 - ela perdeu as contas de quantas vezes se sentiu distante de seu amado. Para resolver o problema, Sandra decidiu ingressar no boxe. A ideia inicial era apenas aprender o básico do esporte, mas as coisas acabaram tomando rumos diferentes. Oito anos depois de ingressar na modalidade, a boxeadora amazonense é atualmente a primeira colocada do ranking brasileiro da categoria mosca-ligeiro (até 48 kg).

A ideia de Sandra de ir para o ringue surgiu logo após uma briga do casal, em 2006. “Nós dois começamos a namorar e depois terminamos. Com o término resolvi começar a treinar boxe para ficar mais perto dele e tentar uma reaproximação. Era a esperança de vê-lo com mais frequência e a ideia deu certo”, contou ela, que um ano e meio depois parou de treinar para trabalhar. Como evoluiu rápido na modalidade, Sandra passou a competir em campeonatos locais, mas, sem apoio, acabou interrompendo a carreira no ringue para trabalhar.

Depois de quatro anos parada, Sandra voltou quando entrou na lista dos beneficiários do bolsa atleta, em 2012, e voltou arrebentando. “A partir desse ano comecei a treinar com mais intensidade”, relembrou a boxeadora.

No topo

Treinando ao lado do marido, Sandra atualmente ocupa a primeira colocação do ranking nacional da modalidade, pela categoria mosca ligeiro (48kg). Para ela, o feito é a prova de que a reaproximação do casal acabou dando bons frutos a sua carreira de boxeadora.

“Estou gostando demais dessa fase da minha vida. Pra mim é bom demais, pois no ranking temos apenas as boxeadoras que já treinam há muito tempo e são as melhores. E eu treino de maneira correta há pouco tempo. Posso até me considerar como nova no esporte. Espero continuar evoluindo”, disse a guerreira baré.

Foco agora é a seleção brasileira

Marido de Sandra, o também boxeador Cássio Humberto, 28, que também é treinador da amazonense, conta que o desempenho dela é muito bom. Agora a meta, segundo ele, é colocar Sandra na seleção brasileira, visando uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2016.

“Recentemente ela participou do Brasileiro, onde ficou na 2ª colocação, e nosso foco agora são os Jogos Abertos, que acontecem em São Paulo, em novembro. Quero muito que ela vá treinar em São Paulo porque aqui, infelizmente, ainda nos faltam recursos”, declarou Cássio.