Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Vitória do Santos-AP deixa clube Princesa do Solimões em 3ª posição na Série D do Brasileirão

Mesmo após a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-AC, conquistada no sábado (9), na Colina, Tubarão está com sete pontos ganhos e em terceiro lugar na tabela de classificação no grupo A1 do torneio

Somália e Branco foram os heróis da vitória do Princesa sobre os acreanos

Somália e Branco foram os heróis da vitória do Princesa sobre os acreanos (Evandro Seixas)

Mesmo com a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-AC, sábado à noite no estádio Ismael Benigno, Colina, pela Série D do Campeonato Brasileiro, que deixou o Princesa do Solimões com sete pontos ganhos, o Tubarão caiu para a terceira posição na tabela de classificação no grupo A1. No final da quarta rodada neste domingo (10), o Rio Branco venceu o Gênus e disparou com 10 pontos na liderança e o Santos-AP venceu por 3 a 1 o São Raimundo-RR chegando aos sete pontos ganhos, mas superando o time amazonense no confronto direto (venceu por 2 a 1 a equipe amazonense).

Na noite dos goleadores, marcaram para o Tubarão os atacantes Somália e Branco, no primeiro tempo, enquanto o meia-atacante Josy descontou para os acrianos na etapa complementar. O próximo compromisso do time da “Terra da Ciranda” no Brasileirão, acontece domingo, no estádio Ribeirão em Boa Vista, contra o São Raimundo.

O Atlético Acriano começou melhor e chegou com perigo aos 36 segundos, Josy recebeu na intermediária e bateu com perigo assustando o Princesa. Num rápido contra-ataque, Gessé chutou na pequena área e o goleiro Paulo Wanzeler salvou o time amazonense com uma grande defesa. Mas, aos 16 minutos, Michel Parintins chutou de fora da área, a bola explodiu na trave e, no rebote, Somália fez 1 a 0 Princesa. O gol assustou os acrianos e o Tubarão cresceu em campo perdendo três oportunidades de gols com Michel Parintins, Flamel e Deucinei. Mas, aos 29 minutos, Flamel mandou um balaço na trave: no rebote Branco tocou para o fundo das redes fazendo 2 a 0 Tubarão e definindo o placar do primeiro tempo.

Etapa final

No segundo tempo, o técnico do Atlético, Zé Marco, fez duas alterações no time, que cresceu de produção. Jeferson entrou no lugar de Esquerdinha e Eduardo no de Ismael. Mais avançado, o Galo Carijó passou a criar várias oportunidades de gols. Aos 19 minutos, falha da zaga do Princesa e a bola sobrou para Josy que tocou no ângulo direito de Paulo Wanzeler, diminuindo a vantagem do Princesa para 2 a 1. Sentindo a pressão do adversário, o Tubarão passou a jogar no contra-ataque e administrou a vitória em casa.

O atacante Somália, que chegou ao seu segundo gol no Brasileirão, acredita que o time está evoluindo. “O time está de parabéns. Sabíamos das dificuldades que iríamos enfrentar. Mas, o nosso time não pode dar tanta liberdade na marcação como aconteceu no 1º tempo. E também temos que aproveitar as oportunidades de gols para matar o jogo com mais tranquilidade”, avaliou ele.

Críticas ao preço e horário

Os torcedores do Princesa que enfrentaram a estrada de Manacapuru para torcer pelo clube na Colina, em Manaus, reclamaram do horário da partida e do preço dos ingressos. “Ficou muito ruim esse horário (20h). Saímos às 17h de Manacapuru para enfrentar os 84 quilômetros até Manaus para vir torcer pelo Princesa. Agora, com a volta, devo chegar em casa depois da meia-noite. O ingresso de R$ 30 também está pesado para a quarta divisão. A tendência é o torcedor não vir mais”, disparou o comerciante Marcos Lopes.

O diretor de futebol do Princesa, Raphael Maddy, admitiu que deve mudar os jogos do Tubarão para domingo novamente. “Domingo era o Dia dos Pais e, para fugir da concorrência da TV, colocamos o jogo no sábado à noite. Mas, se o torcedor quer vir no domingo e sentar na arquibancada quente, podemos mudar os horários novamente”, ironizou ele.