Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Após derrota, diretoria do Nacional pede paciência

“O Nacional tem o espírito vitorioso. Nós queríamos ganhar o jogo. Mas uma derrota não significa desespero total”, diz vice-presidente do clube

Francisco garante que a diretoria não vai se intrometer na escalação da equipe: "Se isso acontecer aqui, é porque não precisam de mim. Faço minhas malas e vou embora"

Maneca creditou confiança no novo treinador e o garantiu no cargo (Márcio Silva)

O vice-presidente do Nacional, Manoel do Carmo Chaves, o Maneca, pediu paciência à torcida nacionalina, que se irritou com o time por causa da derrota para o Nacional Borbense por 3 a 2, no estádio Francisco Garcia, no último sábado, em estreia do Leão da Vila Municipal no Campeonato Amazonense de 2014.

Depois de reunião, nesta segunda-feira (03), com o treinador Francisco Diá no CT Barbosa Filho, Maneca garantiu que o treinador continua com a confiança da diretoria para dar continuidade ao seu trabalho no comando do Naça.

“O Nacional tem o espírito vitorioso. Nós queríamos ganhar o jogo. Mas uma derrota não significa desespero total para que se façam mudanças. Temos a convicção de que o trabalho planejado não pode ser avaliado pelo resultado da primeira partida”, disparou o cartola azulino.

Maneca tranquilizou a comissão técnica, que deve permanecer no cargo. “A torcida quer resultados. Eu também sou torcedor. Pensa que eu não passei a noite de sábado com dificuldades para pegar no sono? Quando se é torcedor e dirigente a dor é muito maior. O torcedor desabafa depois da partida, e o torcedor-diretor fica imaginando as providências que serão tomadas. Peço paciência à torcida nacionalina que os resultados virão”, prometeu.

Diá promete mudançasJá o treinador Francisco Diá, admitiu que deve mexer no time para a próxima partida contra o Holanda pela segunda rodada do Estadual. “Não podemos desfazer todo um trabalho por causa de um resultado atípico. O Corinthians perdeu três partidas seguidas. Tem dias que nada dá certo”, afirmou.