Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Depois de surpreender o xará manauara dentro de casa, Nacional Borbense sonha alto

A vitória de 3 a 2 sobre o Nacional, deixou o Nacional Borbense com boas expectativas para a fase semifinal do primeiro turno do Campeonato Amazonense

Torcida do Nacional Borbense aguardava ansiosa passagem da equipe

Torcida do Nacional Borbense aguardava ansiosa passagem da equipe (Divulgação)

A inesperada vitória do Nacional Borbense por 3 a 2 sobre o Nacional de Manaus, na estreia do Campeonato Amazonense de 2014, deixou o Camaleão da calha do Madeira com a faca e o queijo na mão para brigar por uma das vagas para a fase semifinal do primeiro turno do Estadual.

É que agora o Naça Borbense vai fazer dois jogos em casa, no estádio Gerdilson Bentes, o Jabotão, município de Borba (a 151 quilômetros de Manaus).

Contra o Penarol, o jogo acontece no próximo dia 15 e com o Holanda, quatro dias depois, diante de uma torcida fanática que promete lotar o “caldeirão” para empurrar a equipe para a inédita classificação no Amazonense.

Um exemplo da empolgação dos torcedores borbenses depois do triunfo em Manaus, foi demonstrado na recepção na cidade quando a delegação do Nacional desembarcou com direito até a carreata no pequeno município.

“Com certeza estrear com vitória no Campeonato Amazonense em cima do Nacional de Manaus que é um clube centenário e maior conquistador de títulos no Amazonas deram moral a nossa equipe na competição. Teve carreata e mais de mil torcedores nos recepcionaram no porto da cidade. Estamos ainda mais empolgados para a próxima partida contra o Penarol no nosso estádio”, afirmou eufórico o volante Luís Alves um dos destaques na vitória do Camaleão em Manaus.

EUFORIA

De acordo com o diretor de futebol do Naça Borbense, Mário Ivan, a equipe passou da condição de zebra para um perigoso adversário que ainda pode surpreender muita gente grande na competição. “O clima na cidade é de festa. No dia da partida, mais de 3 mil torcedores acompanharam a partida pela rádio comunitária numa praça de eventos. Isso aumentou a nossa responsabilidade no campeonato. Agora estamos focados para a partida contra o Penarol, que deve ter casa cheia no Jabotão. Já fizemos história ao vencer o Naça de Manaus na estreia do Amazonense, agora queremos ir mais longe”, disse Ivan.

Para Mário ele, os torcedores já estão contanto os dias para apoiar o Camaleão nas duas partidas contra Penarol e Holanda. “Serão dois jogos decisivos que valem uma vaga inédita na semifinal do Estadual. Os torcedores estão entusiasmados e confiantes a expectativa é casa cheia. Sabíamos da qualidade dos nossos jogadores e devemos estar ainda mais fortes na próxima partida com mais três reforços”, prometeu Ivan.

Três perguntas para Luís Alves, volante do Nacional Borbense

1º A vitória contra o Nacional de Manaus deixou o time com moral no Estadual?

A vitória foi importante, principalmente para os torcedores, que já estavam eufóricos em disputar a primeira divisão. Para os jogadores, já faz parte do passado e temos que manter os pés no chão. Foi apenas o começo e a cada partida as dificuldades aumen-tarão.

2º Quais foram as principais dificuldades da equipe em Manaus?

Nossa principal dificuldade com certeza foi dominar a ansiedade da estreia. Mas conseguimos por os nervos no lugar durante o jogo e tudo acabou bem. Fizemos história, mas com certeza queremos ir mais longe.

3º Agora o Naça Borbense vai jogar em casa. Como está a expectativa para essas duas partidas?

A melhor possível. Temos três jogadores que ficaram de fora na partida contra o Nacional e não puderam estrear. Devemos estar ainda mais fortes nas partidas contra o Penarol e o Holanda. Também estamos felizes porque teremos o apoio dessa fanática torcida. O time está consciente do seu potencial e com muita vontade de dar muitas alegrias ao município de Borba.