Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

‘Espero manter esse aproveitamento’, diz técnico do Palmeiras em entrevista

O trabalho do treinador, Gilson Kleina, junto aos jogadores do time, tem criado boas expectativas para o título do Paulistão. Confira o bate papo com o técnico

Kleina vai poder contar mais adiante com a ajuda de atletas do quilate de Júnior César, recém-chegado ao Verdão

Kleina vai poder contar mais adiante com a ajuda de atletas do quilate de Júnior César, recém-chegado ao Verdão (Eduardo Viana/AE)

Não há equipe mais em paz e risonha em São Paulo que o Palmeiras. São quatro vitórias em quatro jogos, a última sobre o arquirrival tricolor, desempenho tático elogiável e uma afinação dentro de campo que já coloca o Porco como favorito ao título do Paulistão.

O sucesso no gramado, é claro, deve ser creditado na conta dos jogadores, mas a campanha vitoriosa no Estadual em grande parte é de responsabilidade de Gilson Kleina. O treinador tem acertado tanto na escalação quanto na tática específica para cada adversário, tirando proveito dos valores individuais em prol do coletivo.

E olha que Kleina ainda vai poder contar mais adiante com a ajuda de atletas do quilate de Júnior César, recém-chegado ao Verdão, que ainda trabalha pela forma física ideal. Após a vitória incontestável sobre o São Paulo por 2 a 0, com direito à fúria por parte de Rogério Ceni, que deu pernada em Valdívia e ombrada no atacante Alan Kardec, Kleina concedeu entrevista ao CRAQUE por meio de assessores. Abaixo, trechos da conversa com o treinador.

Considerando a qualidade de grupo, valores individuais, até onde o Palmeiras consegue chegar no Paulistão de 2014??

O elenco desta temporada está com boas opções, o time ainda está se encaixando e espero cada vez mais ter uma equipe competitiva dentro de campo. Tenho tanto valores individuais como uma situação de um grupo muito unido.

O presidente Paulo Nobre afirmou que o Palmeiras é candidatíssimo ao título Estadual de 2014, ano do centenário. O senhor concorda com a afirmação?

O Palmeiras é muito grande, um dos gigantes do futebol brasileiro, e, claro, sempre entra como forte candidato ao título de qualquer competição que disputar.

O atual elenco lhe satisfaz? Há setores que precisam de reforços? Quais?

Estou, sim, satisfeito com o que tenho em mãos para trabalhar. Mas, sobre mais reforços, são questões que só posso compartilhar com minha diretoria. Posso dizer que sempre estamos atentos ao mercado.

Dos grandes, o Palmeiras é o único com 100% de aproveitamento até então no Paulistão, com quatro jogos e quatro vitórias. Há como manter esse padrão de performance até o final da competição?

É uma competição longa, com 15 jogos na primeira fase, Copa do Brasil no meio, e mais jogos de mata-mata na sequência. Espero manter esse aproveitamento por tempo o suficiente. Trabalhamos para isso, para vencer todas as partidas.

O Valdívia parece não estar 100% da forma física. O Bruno César chegou recente e também não está ainda bem fisicamente. Qual a importância destes dois nos seus planos táticos para a equipe?

Nós realizamos um trabalho específico com o Valdívia e o queremos em campo tantas vezes quanto for possível. O Bruno ainda está fortalecendo, realizando uma pré-temporada, e espero contar com ele em breve.

Como foi o acerto para a sua permanência no comando técnico do Palmeiras? Quanto tempo de contrato renovado? Houve reajuste pela conquista da Série B?

Acertei até o fim desta temporada.

O senhor lembra de ter jogado em Manaus contra algum clube? Já trabalhou com algum jogador amazonense sob seu comando?

Já estive em Manaus a trabalho, sim, e espero ter a oportunidade de voltar em mais alguma oportunidade. Quem sabe com o Palmeiras para visitar a torcida local que tenho certeza é muito grande.