Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Garantido se torna bicampeão do 49º Festival de Parintins

Com o tema "Fé", Boi-Bumbá da Baixa do São José levou vantagem nas duas noites do festival, uma vez que a última noite não foi computada após a chuva que caiu sobre Parintins

Diretoria do Garantido comemora o bi-campeonato

Diretoria do Garantido comemora o bi-campeonato (Divulgação/ Garantido)

O Boi-Bumbá Garantido conquista seu 30º título no Festival Folclórico de Parintins e se sagra bicampeão em 2014, após derrotar o Boi Caprichoso por 14,5 pontos de diferença. Na somatória das duas noites, o Garantido levou vantagem com 838 pontos e o Caprichoso teve 823,5 pontos.


Depois da chuva torrencial que caiu sobre Parintins e atrasou em duas horas o início da última noite do festival, a terceira noite não foi pontuada pelos jurados, uma vez que alegorias foram danificadas e as performances dos bois foram suprimidas para resguardar a segurança dos brincantes.

A apuração ocorreu na manhã desta segunda-feira (30), no bumbódromo, com transmissão ao vivo pela TV A CRÍTICA. As notas dos seis jurados que vieram dos estados da Paraíba, Sergipe e Paraná foram computadas e anunciadas pela comissão, presidida pela Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas (SEC-AM). Os seis jurados avaliam o desempenho de 21 itens, divididos por bloco musical, bloco cênico/coreográfico e bloco artístico.



Os dois bois foram punidos por usar indevidamente fogos de artifício. Enquanto Caprichoso perdeu quatro pontos, o Garantido perdeu um, de acordo com decisão da comissão julgadora. Depois do anúncio, o presidente do Caprichoso, Joilto Azêdo, se retirou do local de apuração, indignado, dando como certa a derrota do seu boi por considerar a decisão injusta. 



Garantido

Apostando no tema “Fé”, o bumbá Garantido emocionou toda a nação vermelha e branca durante suas três apresentações no Festival Folclórico de Parintins. Na primeira noite, intitulada “Amazônia, fé e celebração”, o boi da Baixa de São José abordou a fé desde o seu conceito básico. Tendo como subtema “Parintins de fé cabocla”, a segunda noite foi uma homenagem para o município de Parintins, passando pela a história dos Parintintins, tribo que deu origem ao nome da cidade. Com enredo falando sobre a Fé e a brasilidade do sincretismo religioso, o boi encerrou o festival destacando a diversidade cultural, seus sentimentos e patriotismo. 



A apresentação fechou com chave de ouro as participações da Sinhazinha, Ana Luisa Faria, da Rainha do Folclore, Patrícia de Góes, e da Cunhã-poranga, Tatiane Barros, que se despedem da arena dando lugar às próximas gerações dos itens femininos no Boi Bumbá Garantido.


Caprichoso

O Caprichoso trouxe à arena do bumbódromo o tema “Táwapayêra”, que em tupi significa “Aldeia Mística”. Na primeira noite contou o enredo Reino das Encantarias “Reino das Encantarias”, que abordará a Amazônia a partir da sua mitologia e dos aspectos que fundaram o imaginário caboclo e indígena; “Aldeia Xamânica” foi o tema da segunda noite, quando o boi azul reverenciou o poder dos pajés; e  “Terra Brasilis” foi o enredo da última noite, que teve o sincretismo como o grande destaque.


Apesar do prejuízo que a chuva provocou no último dia, domingo, a diretoria do Caprichoso disse que a agremiação deu o seu melhor. “Nós apresentamos apenas 70% do que tínhamos preparado para essa noite. Mas tivemos problemas e a vida humana é mais importante de ser preservada”, admitiu o presidente do Bumbá Azul e Branco, Joilto Azêdo.

O Levantador de Toadas David Assayag entrou  no Bumbódromo representando o rei do Baião, Luiz Gonzaga, ao som da música “Asa Branca”.  Em seguida, a canção foi emendada nas toadas “Boi Brasileiro” e “O ritmo é de Boi”, empolgando os brincantes da nação azul e branca.