Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Boi Garantido inicia transporte de módulos das alegorias para o 49º Festival Folclórico de Parintins

O transporte das peças é necessário para superar a distância do galpão do Garantido, na Baixa do São José, até o local de disputa bovina, o Bumbódromo. Cerca de três quilômetros são percorridos durante o trajeto

‘Kaçauerés’ do Garantido iniciam transporte de alegorias e módulos para área do Bumbódromo

‘Kaçauerés’ do Garantido iniciam transporte de alegorias e módulos para concentração do Bumbódromo (Winnetou Almeida)

Vinte e dois módulos que vão formar as doze alegorias apresentadas pelo boi-bumbá Garantido durante as três noites do 49º Festival Folclórico de Parintins, no próximo final de semana, já foram alocados na noite deste sábado (21) na Praça dos Bois, localizada ao lado do Bumbódromo, onde acontece a disputa entre Caprichoso e Garantido, na ilha amazonense de Parintins, a 369 quilômetros de Manaus.

Cerca de 130 empurradores, chamados de “kaçauerés”, fizeram o transporte das peças das alegorias desde a Cidade Garantido, sede do boi vermelho e branco, na Baixa do São José, até a Praça dos Bois, utilizando três caminhões e também arrastando as peças pelas ruas da cidade. O transporte desses módulos é necessário para superar a distância do galpão do Garantido até o Bumbódromo e para facilitar a montagem das alegorias dias antes do Festival.

Seis ruas foram percorridas pelos “kaçauerés” para transportar os 22 módulos em dois comboios, 11 pela tarde e 11 à noite, em um percurso com quase três quilômetros e duração de 40 minutos. Para transportar os módulos, os “kaçauerés” usam luvas, capacetes e botas, e as peças mais pesadas são guinchadas pelos três caminhões. Policiais em motocicletas e viaturas auxiliaram no percurso e fizeram a interdição das ruas por onde passavam os comboios.

Neste domingo (22), a direção do Garantido pretende realizar mais quatro comboios, dois pela manhã e dois à tarde, com dez módulos em cada um deles, totalizando mais 40 peças de alegorias alocadas na concentração do Bumbódromo. Até terça (24), serão 138 módulos transferidos. Cada agremiação de boi tem um local reservado na Praça dos Bois para “estacionar” as peças e alegorias, mas como a sede do Garantido é mais longe da arena, esse transporte é antecipado.

Durante os três quilômetros até o Bumbódromo, a direção do Garantido também coloca quatro pontos de parada onde os “kaçauerés” podem parar por um instante e beber um copo de água, por exemplo. Por dia, são duas toneladas de gelo e oito mil litros de água à disposição. “Eu bebi uns oito copos”, afirma o pescador Laldenir Medeiros de Sousa, 53, que há 20 anos, nos dias que antecede o Festival, deixa a pesca de lado para atuar como “kaçaueré”, tanto por ser torcedor encarnado como pelos R$ 400 que recebe pelo serviço.

“Fazemos esse comboio bem antes do festival para não atrasar a apresentação do boi na arena. Quando chegam lá, os módulos ainda passam por retoques e acabamento de pintura e adereços, já que algumas peças quebram no meio do caminho, além de serem montados lá também”, disse um dos quatro coordenadores do comboio, Gilvan Nascimento da Silva, 25. São necessários quatro dias para que o Garantido transfira por completo todas as alegorias das três noites do Festival.

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS