Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Superação e emoção: Temática religiosa e mitológica invade o Bumbódromo este ano

Bumbás Garantido e Caprichoso prometem apresentações majestosas no Festival Folclórico de Parintins 2014

  • Ensaio do Garantido no Curralzinho da Baixa, na noite desta sexta-feira (20)
    FOTO: Antônio Lima
  • Ensaio do Caprichoso no Bumbódromo na noite desta sexta-feira (20)
    FOTO: Antônio Lima

Com as afirmações: “O boi Caprichoso está preparado para vencer” e “O Garantido vai ganhar o Festival Folclórico. Ele tem tudo para ser campeão”, os membros do Conselho e Comissão de arte dos bois Caprichoso e Garantido, Fred Góes e Gil Gonçalves, respectivamente, estão confiantes de que o ano de 2014 será de sucesso para seus bumbás no 49º  Festival Folclórico de Parintins.

Com a temática “Táwapayêra”, o Caprichoso  vai para a arena determinado a fazer o diferencial nas três noites de Festival. Na  primeira apresentação, o Boi Azul mergulhará na questão mitológica da região, onde tudo na Amazônia tem uma explicação mística, às vezes até uma questão sobrenatural.

“Vamos estar debruçados na questão mitológica, desde a criação até o cotidiano indígena. Retrataremos a inauguração do folclore no imaginário amazônico com a chegada dos navegadores, passando pelas icamiabas e os monstros que habitavam o fundo dos rios”, antecipou o membro do Conselho de Artes do Caprichoso, Gil Gonçalves.

O tema “Táwapayêra” foi sugerido pelo único membro indígena do conselho, Ozias Glória de Oliveira (ou Yauarê Yamã Apuriñanguá) e escolhido por unanimidade pelos demais conselheiros. O tema vem da língua Nheengatu e faz referência a “Aldeia Mística”.

Na segunda noite predominará o poder xamânico que exerce sobre a floresta a força dos pajés, a capacidade de curar que eles têm. “Eles conseguem preparar uma guerra, levar um momento de paz. Eles exercem uma força extraordinária na região, são mais poderosos na cultura deles do que propriamente o Governador e o Presidente”.

A última noite será de sincretismo religioso espalhado na diversidade cultural em vários lugares do Brasil, como o bumba meu boi (Maranhão).  “O Rock Cid pediu melhoria de vida. Como soldado da borracha ele nem chegou a ir aos seringais. Constituiu família em Parintins. Ele disse que se melhorasse de vida iria montar um boi e assim ele fez”, destacou Gil.

FÉ ACIMA DE TUDO

Com apenas duas letras, “Fé”,  o tema do boi Garantido tem o objetivo de ultrapassar a linha tênue entre o possível e o impossível para poder conquistar o bicampeonato. “A fé na superação dos desafios sempre fez do Garantido um vencedor”, frisou o coordenador da Comissão de Arte do Boi Vermelho, Fred Góes.

E em busca dessa superação, sem dar pistas para o boi contrário, o Garantido usa da estratégia de não revelar detalhes das três noites, somente na véspera do Festival, quando fará uma coletiva e distribuirá para a imprensa uma revista, com todos os detalhes das três noites de apresentações.

Fred adianta apenas que a comissão programou um boi onde a tônica é o cênico coreografado musical e trabalhará o contexto que ampara o tema geral que é a Fé. Os subtemas para cada noite estão definidos.

“Antigamente o boi era muito focado na parte alegórica. Hoje mostra um espetáculo onde o cenário ganha vida com o corpo humano de cada quadro”, esclareceu Góes. Dentre as novidades, o coordenador conta que toda a equipe trabalha cronometrando o tempo de apresentação, para evitar qualquer imprevisto durante as noites de Festival Folclórico.

Aproximadamente 400 artistas e 450 batuqueiros comporão as 1,5 mil pessoas por noite nas apresentações. Fred finaliza adiantando que “os 10 primeiros minutos serão de muita emoção, o Garantido vem para fazer jus ao tema que abraça”.

APOSTA PARA VENCER O CONFRONTO

Para fazer o Festival de Parintins, o Boi Caprichoso investiu aproximadamente R$ 9 milhões advindo de patrocínio, segundo informou o  presidente do Boi Azul, Joilto Azedo. Só na mão de obra deve ser investido mais de R$ 2 mihões. O  presidente aposta na questão alegórica e afirma que o Caprichoso dará um salto de qualidade, com a contratação de sete novos artistas consagrados, além de ter mantido o atual efetivo.

O Garantido aposta na otimização do tempo de apresentação, pois, de acordo com Fred Góes, o atraso de um minuto ao término da apresentação é crucial para se perder uma competição. Mantendo mistério quanto a apresentação, ele adianta que os 10 primeiros minutos de apresentação serão de muita emoção.