Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Copa e boi-bumbá: A rua mais enfeitada da Ilha Tupinambarana

Moradores da rua Mário Jorge Cabral de Melo, no bairro Itaúna 2, gastaram mais de R$ 3 mil para deixar a via toda ornamentada para a Copa e Festival Folclórico

Os parintinenses enfeitaram as ruas para torcer por nossa Seleção

Os parintinenses enfeitaram as ruas para torcer por nossa Seleção (Antônio Lima)

Criatividade e ousadia não faltaram para os moradores da rua Mário Jorge Cabral  de Melo (antiga rua 6), no bairro Itaúna 2, em Parintins. Adereços indígenas, enfeites com produtos recicláveis e com as temáticas Copa do Mundo de Futebol e Boi Bumbá fizeram da rua a campeã do  Concurso Rua da Copa e do Boi Bumbá no último final de semana, realizado pela Rádio Alvorada de Parintins.

Comandado por três mulheres guerreiras:  Ray Melo, Otacinara Pereira Salgado e Dilciane Oliveira, 150 metros de rua foram enfeitadas e a ação envolveu todos os moradores do local, empenhados em receber um dia de lazer, destinada à campeã.

“Todo mundo se uniu aqui, gastamos mais de R$ 3 mil e demoramos quase três semanas para terminar a ornamentação. Quando saiu o resultado foi uma emoção só”, confessou  Ray ao acrescentar que a força de vontade e a determinação contribuíram para não desistir, pois algumas vezes parte dos enfeites foram destruídos por caminhões ou até mesmo por causa da chuva. No portal de entrada da rua foram confeccionados os bois Garantido e Caprichoso dando boas vindas aos visitantes.


Uma mini-Arena da Amazônia foi um dos enfeites confeccionados pelos moradores (Antônio Lima)

Otacimara conta que a vizinhança ficava até altas horas da madrugada enfeitando a rua, primeiramente com pinturas no asfalto, que vão desde o símbolo da organizadora do concurso, passando pelo mascote da Copa do Mundo, Garantido, Caprichoso e outras figuras da cultura popular.

O segundo passo para deixar a rua mais enfeitada de Parintins foi a colocação de bandeirolas. A criatividade dos artistas fez surgir diversos globos e balões confeccionados com copos descartáveis, além de canoas com tala de Najá e revestido com papelão.

No quesito Boi-Bumbá, das mãos de artistas parintinenses  surgiram roupas para alguns itens do boi como o vestido da Sinhazinha da Fazendo, também confeccionado com copos descartáveis e a indumentária da Cunhã-Poranga, feita com papelão, TNT e outros materiais.

Até a Arena da Amazônia Vivaldo Lima compôs a beleza da rua Mário Jorge Cabral  de Melo. Uma miniatura do estádio foi construída para  fazer parte do portal de saída da rua. E deu certo.