Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Adolescente e mãe são mantidas em cárcere privado pelo padrasto

Em depoimento, a vítima relatou que desde a véspera do Natal estava sendo agredida e ameaçada. A adolescente informou à polícia que era violentada sexualmente com frequência pelo padrasto

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca)

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) (Winnetou Almeida)

Políciais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) prenderam na terça-feira (31) o cozinheiro Cristiano Oliveira dos Santos, 40 anos, acusado de abusar sexualmente da enteada de 16 anos e manter a companheira de 40 anos por mais de uma semana em cárcere privado no Jorge Teixeira, Zona Leste.

Policiais militares da 30ª Cicom receberam uma denuncia anônima sobre a ocorrência e no local constataram o cárcere privado contra a criança e a mulher. As duas foram encontradas em um dos cômodos da casa onde moravam na rua Elsson, bairro Jorge Teixeira.

De acordo com o depoimento prestado na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), a companheira e vítima relatou que desde a véspera do natal, ela vinha sendo agredida e ameaçada pelo cozinheiro.

Os três (o cozinheiro e as duas vítimas) foram levados até a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Criança e ao Adolescente (Depca).

A adolescente relatou que era violentada constantemente pelo padrasto. Mesmo negando o fato, a Depca instaurou um inquérito policial para investigar o caso.

Cristiano foi ouvido da Depca e conduzido até a DECCM, no bairro Parque Dez de Novembro, na Zona Centro-Sul, onde foi autuado pelos crimes de lesão corporal, ameaça.

Após os procedimentos, o cozinheiro foi encaminhado à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde permanecerá a disposição da justiça.

Com informações do repórter Antônio Barros Jr