Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Cesta básica de Manaus apresentou redução no preço após três meses consecutivos de alta

Segundo pesquisa do Dieese realizada em 18 capitais, mesmo com a redução, Manaus ainda ocupa a sexta colocação entre as capitais com valor elevado da cesta básica no país

Apesar de R$ 5,77 mais barata, a cesta na capital amazonense ainda é a terceira mais cara do País, segundo o Dieese

Apesar de R$ 5,77 mais barata, a cesta na capital amazonense ainda é a terceira mais cara do País, segundo o Dieese (Reprodução/internet)

Após três meses consecutivos de alta, o custo da cesta básica de Manaus apresentou redução no seu preço em relação ao mês de janeiro ficando em R$ 312,09 em fevereiro de 2014, de acordo com pesquisa realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

A redução do valor da cesta mantém a capital amazonense como uma das mais caras e ocupa no mês de fevereiro a 6° colocação dentre as 18 capitais onde é realizada a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, seguindo definições do Decreto-Lei 399, de 30 de abril de 1938.

A carne, o tomate e o pão francês são os itens mais caros da cesta, seguidos da banana, do feijão e da farinha, seis dos 12 itens alimentícios essenciais avaliados pela pesquisa.

O preço da cesta básica em Manaus apresentou redução de 3,44% em relação ao mês de janeiro, quando o conjunto de itens alimentícios custava R$ 323,22.

Metade do Salário Mínimo em Manaus vai para a cesta básica

A pesquisa revela ainda que um trabalhador que ganha um salário mínimo em Manaus comprometeu, em fevereiro, 46,85% de seu rendimento líquido com a aquisição dos alimentos básicos. Em janeiro o comprometimento foi de 48,53%.

Este mesmo trabalhador precisou trabalhar 94 horas e 50 minutos para comprar a cesta básica em fevereiro. Em janeiro a jornada exigida foi de 98 horas e 13 minutos.

Famílias com quatro pessoas o salário mínimo não é suficiente

O custo da cesta básica para o sustento de uma família de quatro pessoas (dois adultos e duas crianças, sendo que estas consomem o equivalente a um adulto) foi de R$ 936,27 durante o mês de fevereiro. Esse valor equivale a aproximadamente 1,29 vezes o salário mínimo bruto, fixado pelo governo federal em R$ 724,00. O salário mínimo necessário seria de R$ 2.778,63.

Elevações e retrações

As maiores elevações foram apuradas em Aracaju (5,31%), Florianópolis (2,49%) e Rio de Janeiro (1,35%). As retrações ocorreram em João Pessoa (-3,47%), Manaus (3,44%) e Brasília (-2,91%).