Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Motorista é executado com seis tiros em seu veículo na Zona Leste de Manaus

De acordo com o pai da vítima, o também motorista Felisbelo Antonio Ferreira Filho, 60, David estava se envolvendo com amigos que tinham ligação com o tráfico de drogas. A vítima era vice-presidente da Cooperativa de Transporte Coletivo (Cooptaf)

O motorista foi morto e ainda não há suspeitos do crime

O motorista foi morto e ainda não há suspeitos do crime (Winnetou Almeida)

O motorista David Guimarães Ferreira, 32, morreu atingido por seis tiros na noite deste domingo (29) enquanto ele estava dentro do próprio carro, na Rua Girassol, bairro Tancredo Neves, Zona Leste.  Polícia Civil investigava as motivações do homicídio e ninguém tinha sido preso.

De acordo com o pai da vítima, o também motorista Felisbelo Antonio Ferreira Filho, 60, David estava se envolvendo com amigos que tinham ligação com o tráfico de drogas. A vítima era vice-presidente da Cooperativa de Transporte Coletivo (Cooptaf). 

Por volta de 23h30, a vítima aguardava a namorada em frente à casa dela paa ir a igreja quando foi surpreendido pelos disparos na cabeça.

David dava carona para uma mulher grávida e uma criança de seis anos no momento do crime.

A vítima tinha sido assaltada há aproximadamente um mês após voltar da Festa do Cupuaçu, em Presidente Figueiredo,  a 117 km de Manaus. David tentou ajudar os colegas, retirando o veículo de um deles que havia consumido bebida alcoólica e teve o carro retido em uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-174 (Manaus-Presidente Figueiredo). 

 “Ele era uma pessoa extremamente prestativa e, mesmo sabendo que alguns eram envolvidos com o mundo errado, foi ajudar”, disse. Na ocasião, homens desconhecidos teriam roubado um carro e celular da vítima. Segundo Felisbelo Guimarães, pai da vítima, David era muito assediado por companheiros de traficantes e outros devido ao faturamento que atingiu à frente da Cooptaf. “Ele tinha corolla, smartphone, jet sky e outros objetos caros. Tudo isso chamava a atenção”, acrescentou o pai da vítima.

 Testemunhas

 Moradores do bairro Tancredo Neves informaram à Polícia Civil que viram o momento em que um homem, que vestia camisa listrada com mangas compridas, se aproximou do carro de David e fugiu segundos depois sem deixar vestígios.

As testemunhas devem auxiliar nas investigações que ocorrem sob coordenação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).  Na manhã de hoje, alguns dos 58 ônibus do transporte alternativo da Cooptaf trafegaram pelas ruas com pequenas faixa de luto pela morte de David.

* Com informações da repórter Girlene Medeiros