Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Depois de forte chuva em Manaus, aeroporto Eduardo Gomes sofre com alagamentos

Parte do saguão do Eduardo Gomes ficou alagado após tempestade que caiu sobre a cidade na manhã desta segunda-feira (19). MPF já havia alertado Infraero sobre o problema

Chuva alaga aeroporto Eduardo Gomes

Chuva alaga aeroporto Eduardo Gomes (Divulgação)

Parte do forro do saguão do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus, desabou após a forte chuva que caiu sobre a capital na manhã desta segunda-feira (19), alagando alguns setores de embarque e desembarque de passageiros. Com o projeto orçado em R$ 352 milhões, o aeroporto passa por reformas e será a principal entrada de turistas durante a Copa do Mundo.

As obras do aeroporto foram inspecionadas em abril deste ano e o Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) detectou falhas e vícios de construção que atingiam, entre outras áreas,  justamente a parte do forro saguão de embarque e desembarque de passageiros do aeroporto. Na época, o MPF enviou um relatório a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) que listava uma série de problemas encontrados na inspeção técnica como: alagamentos espalhados por toda a extensão do estacionamento exterior e superior; infiltrações no estacionamento coberto e falhas no isolamento dos dutos de ar-condicionado.

O problema de hoje pode ter sido causado pelo sistema de captação e drenagem das águas pluviais, embora a Infraero não confirme essa informação. Apesar de ter admitido em nota oficial as falhas nas obras, a empresa não havia comprovado o cumprimento total nas adequações do cronograma apresentado.


A empresa informou que as áreas do aeroporto atingidas pela forte chuva de hoje já foram isoladas. As equipes de manutenção e limpeza da Infraero já estão trabalhando a liberação desses espaços. Além disso, a Infraero já teria acionado o consórcio responsável pelas obras de ampliação do terminal de passageiros para avaliar os reparos necessários.

A Infraero também afirmou que as obras estão em fase final de conclusão e que partes do estacionamento do nível de desembarque, com capacidade para 400 vagas, já foram entregues. Após o término da reforma, a demanda de passageiros passará de 6,4 milhões para 13,5 milhões de passageiros ao ano.

'Aeroportos estão prontos', diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff inaugura nesta terça-feira (20) o novo terminal de passageiros do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, São Paulo. Aproveitando o momento a presidente afirmou no programa de rádio “Café com a Presidente” que os aeroportos brasileiros estavam prontos para receber os turistas que virão assistir ao mundial da FIFA. “Garanto que nossos aeroportos estão prontos para a Copa Do Mundo. Vamos receber todos muito bem”, completou a presidente.

Mesmo com as declarações otimistas de Dilma, o governo reconheceu que as obras de quatro aeroportos de cidades-sede não ficarão prontas antes da Copa. Os terminais do Rio (Galeão), de Fortaleza, Belo Horizonte (Confins) e Cuiabá só ficarão prontas após o Mundial. A presidente informou ainda que as obras do Galeão e de Confins irão demorar um pouco mais por se tratar de ampliações que atenderam não só a demanda durante a copa, mas as posteriores também.

“Tanto o aeroporto de Confins como o do Galeão vão ter outras obras de ampliação, mas elas não são para a Copa, serão obras permanentes para atender ao aumento de passageiros que ocorre em todo o Brasil”, explicou Dilma.