Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Acesso à praia do Tupé será monitorado

Ação pretende disciplinar o uso do local, o que irá evitar descarte irregular de lixo, por exemplo, além de depredação da área por alguns visitantes

Acesso à praia do Tupé terá controle, o que evitará excessos e depredação do local

Acesso à praia do Tupé terá controle, o que evitará excessos e depredação do local (Foto: Arquivo/AC)

A partir do próximo dia 1º de março terão início as ações para o uso disciplinado da praia do Tupé – localizada a 25 quilômetros de Manaus, na margem direita do rio Negro -, ocasião em que começa o processo de cadastramento das embarcações e agências de turismo que fretam barcos para levar visitantes até a comunidade de São João do Tupé, onde está situado o balneário.  

O cadastro é o primeiro passo da implementação do Regulamento de Uso da Praia, realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), gestora da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé .

Em reunião, realizada na manhã desta segunda-feira (21), comunitários da RDS do Tupé, representantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Universidade Federal do Amazonas (Ufam), além da Associação dos Barraqueiros da Praia, foram orientados sobre as novas regras e convocados a atuar em parceria com a prefeitura de Manaus a fim de que o uso disciplinado da praia possa ser finalmente posto em prática.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Marcelo Dutra, informou aos presentes que o objetivo da prefeitura, além do ordenamento, é a implantação de uma estrutura física, em termos de flutuantes, para recebimento das voadeiras e embarcações, no local.

Cadastro
A partir do cadastramento, as embarcações só poderão se dirigir ao Tupé mediante aviso prévio e autorização da Semmas.  No cadastro, haverá informações sobre horários, quantidade de viagens, média de passageiros transportados, horários de chegada e saída.

Para se cadastrar, os proprietários de embarcações e membros da Associação dos Canoeiros da Marina do Davi terão que se dirigir à sede da Semmas e prestar as informações necessárias. Haverá um telefone (3236-8013) para o pré-agendamento das visitas, que deverá ser feito com 48 horas de antecedência.

Os permissionários aprovaram as mudanças, uma vez que poderão, com o pré-agendamento, se organizar para atender grupos de visitantes que escolham fazer o passeio até a Praia do Tupé num dia de semana, quando o fluxo de turistas é menor e a Praça de Alimentação não funcionava.

O cadastramento será feito até o dia 15 de março, na Divisão de Áreas Protegidas, da Semmas, que fica na avenida André Araújo, 1.500, no bairro Aleixo, Zona Centro-sul.

Além do cadastro, os proprietários de embarcações assinarão um termo de compromisso que informa as determinações do Regulamento de Uso da Praia do Tupé.

A chefe da Divisão de Áreas Protegidas da Semmas, Socorro Monteiro, orientou também as pessoas que fretam barcos para que só contratem o serviço de barqueiros cadastrados pela secretaria. O pernoite na praia também só será possível mediante autorização do órgão.

O gestor da RDS do Tupé, Alessandro Sampaio Cunha, alerta que durante o período de Carnaval que se aproxima não será permitida a realização de festas carnavalescas na área.