Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Caos e flagrantes de imprudência de trânsito no bairro Petrópolis

Em Manaus, condutores que saem do Petrópolis pela rua Otávio Cabral em direção à avenida André Araújo entram na contramão, transformando a rua em sentido único

Irregularidades de condutores causam confusão generalizada que se estende desde Petrópolis até o Aleixo e Coroado

Irregularidades de condutores causam confusão generalizada que se estende desde Petrópolis até o Aleixo e Coroado (Evandro Seixas)

Um ano após A CRÍTICA mostrar o caos no trânsito que toma conta do trecho entre a rua Otávio Cabral, no bairro Petrópolis, e avenida André Araújo, em horários de pico, o problema continua sem solução. No início da manhã e, principalmente, no final da tarde, a via, que tem dois sentidos para veículos, passa, "na marra", a ter apenas um.

Os condutores que saem do bairro Petrópolis em direção à avenida André Araújo entram na contramão ocupando todas as faixas, transformando a rua em sentido único. A irregularidade causa uma confusão generalizada que se estende desde o bairro Petrópolis até o Aleixo e também Coroado.

Quem segue pela avenida André Araújo e quer acessar a rua Otávio Gomes, em direção ao bairro Petrópolis, não tem como entrar na via devido ao fluxo de veículos na contramão. A cena se repete todos dias e causa, inclusive, discussões.

Segundo o mototaxista Reinaldo Pereira, 30, é comum ver um condutor que está na André Araújo xingando e buzinando para o outro que está na contramão na Otávio Cabral. 

Um fila de carros na direita da André Araújo cresce à medida que os carros ocupam a contramão da Otávio Cabral. O problema atinge também funcionários do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), e do Bosque da Ciência, que não têm como sair de carro do local de trabalho, devido ao acumulo desordenado de veículos na rua Otávio Cabral.

A partir das 18h, o problema é maior devido ao fluxo intenso no complexo viário Gilberto Mestrinho. A poucos metros da confusão na rua Otávio Cabral, agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) coordenam o fluxo no complexo viário e param, por alguns minutos, a passagem de veículos que saem da avenida André Araújo para desafogar o fluxo das avenidas Ephigênio Salles e Cosme Ferreira.

Nesse período, o trânsito na rua Otávio Cabral fica completamente parado. Alguns condutores que saem desta via forçam a passagem pela André Araújo e passam por cima do canteiro central da avenida para evitar o complexo viário e seguir no sentido bairro/Centro.