Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Joalheria é assaltada no centro e bando leva R$50 mil em joias

Os bandidos conseguiram levar, pelo menos, R$ 50 mil em joias e ainda atingiram uma pessoa que estava na calçada com um tiro, durante a fuga

Suspeitos se passaram por clientes, renderam funcionários e antes de sair, balearam um homem na rua

Suspeitos se passaram por clientes, renderam funcionários e antes de sair, balearam um homem na rua (Winnetou Almeida)

Quatro assaltantes, sendo dois homens e duas mulheres, fizeram reféns e promoveram um tiroteio com a polícia durante um assalto à joalheria Magnata, localizada no edifício Rio Negro Center, na rua 24 de Maio, no Centro, por volta das 14h de ontem.

Os bandidos conseguiram levar, pelo menos, R$ 50 mil em joias e ainda atingiram uma pessoa que estava na calçada com um tiro, durante a fuga. Segundo informações dos policiais da 24ª Cicom, o grupo entrou no comércio se passando por clientes.

Na loja, eles anunciaram o assalto, renderam os funcionários e levaram as joias. “Eles renderam até um dos vigilantes da Prossegur e levaram a arma dele”, contou José Lázaro, sargento da Polícia Militar (PM). Para dispersar as pessoas que estavam no edifício, os assaltantes, que estavam armados, saíram atirando.

 “Eles saíram atirando pra cima, foram dois tiros. Fiquei com medo e saí correndo. Todo mundo ficou desesperado”, contou um funcionário da joalheria, que preferiu não se identificar.

Segundo ele, os bandidos estavam de cara limpa e, os dois homens, armados. De acordo com o sargento da PM, um policial militar que estava de folga, pagando uma conta em uma loteria em frente ao Rio Negro Center, percebeu a ação do bando e atirou contra eles.

“Foi esse colega que acionou a gente. Ele ainda tentou correr atrás da quadrilha, mas sozinho era difícil”, disse. A quadrilha saiu correndo para a avenida Eduardo Ribeiro, onde roubaram um Corsa Classic, cor verde e placas OAK-1518, e fizeram de reféns uma senhora de 75 anos e três crianças, que estavam no carro. Mas o bando não conseguiu ir muito longe, devido ao desespero das vítimas, e abandonaram o veículo mais à frente, na esquina da Eduardo Ribeiro com a 10 de Julho. À essa altura, os quatro já estavam sendo perseguidos pela polícia. Na perseguição, houve troca de tiros, o que deixou muitas pessoas em pânico.

 “Eu ouvi os tiros e ficou aquela ‘muvuca’, um corre-corre danado e as pessoas apavoradas”, relatou a jornalista Gleime Serrão.