Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Assaltante confesso do bar da Brahma pede perdão à vítima

Um foi preso em frente à residência dele, localizada no bairro São José 2, zona Leste, no momento que planejava fugir de barco com o comparsa

Ricardo e Mateus confessaram o crime e disseram ter cometido outros na

Ricardo e Mateus confessaram o crime e disseram ter cometido outros na (Divulgação)

Investigadores da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), prenderam na última sexta-feira (8), Ricardo Melo dos Santos, 20, e Mateus Silva dos Santos, 18, o “Chocolate”, pelo roubo na sexta-feira (8) a uma Bar Chopp Brahma, situado na avenida André Araújo, bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul de Manaus.

O primeiro a ser preso foi Ricardo que estava em via pública, em frente à residência dele, situada na rua Nove, bairro São José 2, na Zona Leste. Ele foi abordado no momento exato em que saia de casa para encontrar o comparsa, no terminal de ônibus da Matriz, no Centro. No local combinado entre os dois, Mateus também foi preso pelos policiais.

De acordo com os policiais, a dupla fugiria para a casa da avó de um deles, que fica em uma comunidade no município de Nova Olinda do Norte, distante 135 quilômetros em linha reta da capital. Na apresentação realizada na manhã desta segunda-feira (11), Matheus - o Chocolate, chorava e dizia estar arrependido. Em determinado momento, ele chegou a pedir perdão da mãe pelo crime. 'Chocolate' pediu também perdão à desembargadora Carla Reis, vítima do assalto no bar e restaurante

Ação da dupla

Na manhã desta segunda-feira (11), durante a apresentação dos assaltantes na sede da DERFD, o Delegado Orlando Amaral informou como a dupla agiu durante o roubo. Segundo ele, os dois entraram armados e levaram o dinheiro do caixa e celulares das clientes que estavam no local. Um disparo de intimidação ainda foi dado dentro do estabelecimento, mas não feriu ninguém.

A prisão preventiva dos dois por roubo majorado foi decretada na sexta-feira (8), pelo juiz Francisco Pessoa Almada. As diligências continuam para recuperar os materiais, bens roubados e localizar a arma utilizada no crime. Ricardo e Mateus seguem detidos na carceragem da DERFD até o final das investigações. Após isso, serão conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde vão aguardar julgamento.

*Com informações da assessoria