Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Base de Dilma trava guerra de bastidores entre pré-candidatos

Presidente da República reunirá em um palanque os pré-candidatos ao governo do Amazonas Eduardo Braga, José Melo e Rebecca Garcia

Presidente da República reunirá em um palanque pré-candidatos ao governo do Amazonas

Presidente da República reunirá em um palanque pré-candidatos ao governo do Amazonas (Márcio Silva)

A composição que a base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT) no Amazonas fará em torno dela na visita programada para esta sexta-feira (14) deve ser uma mostra do que vai se repetir durante o processo eleitoral de 2014. Todos juntos no palanque de Dilma Rousseff e se digladiando, nos bastidores, até a definição das candidaturas.

No Amazonas, até agora, os partidos da base aliada da presidente têm três pré-candidaturas: a do senador e líder dela no Senado, Eduardo Braga (PMDB), a do vice-governador José Melo (Pros) e a da deputada federal Rebecca Garcia (PP).

Enquanto Eduardo Braga dispara informações sobre encontros com o ex-presidente Lula e a presidente Dilma em quem os dois manifestam preferência por palanque único, o governador Omar Aziz (PSD) alimenta mistério sobre qual candidato apoiará em 2014 e o vice dele, José Melo, fortalece a pré-candidatura com a aproximação da desincompatibilização, em abril.

Já Rebecca Garcia, embora com partido ocupando o Ministério das Cidades, articula seu palanque no terreno adversário, mantendo conversas com o PSDB de Aécio Neves.

PT nacional pode ter mais de um palanque para Governador

Há uma semana, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, indicou que a aliança prioritária da sigla é o PMDB de Eduardo Braga, mas que não há empecilhos para que se repita em 2014, o que ocorreu em 2010: mais de um palanque para a presidente. Na eleição passada, o PT coligou com o PR em apoio à candidatura de Alfredo Nascimento.

O palanque vencedor foi o do governador Omar Aziz, que mesmo sem o PT na coligação apoiou a presidente que recebeu 1.1471.60  votos no segundo turno no Estado.

Nesta quarta-feira (12), segundo matéria publicada pela Agência Estado, Rui Falcão voltou a indicar que palanques múltiplos são a solução para resolver a guerra em Estados como o Rio de Janeiro, que conta com quatro pré-candidatos da base. Falcão declarou que no Rio de Janeiro - um dos mais problemáticos para o Planalto - a presidente não favorecerá nenhum dos candidatos.

Sexta-feira passada, ao ser questionado se estava difícil apaziguar a base aliada no Amazonas, Falcão respondeu: “Não. Aqui as coisas vão indo muito bem”.

A deputada federal Rebecca Garcia (PP), que mantém conversas com o PSDB do presidenciável Aécio Neves para alinhavar a candidatura dela ao Governo do Estado, também subirá no palanque da presidente Dilma Roussef amanhã.

“Eu vou estar presente, até porque participei das conquistas e tenho que acompanhar a agenda do ministro das Cidades (Aguinaldo Ribeiro), que é do PP”.

Rebecca Garcia ocupou a função de vice-líder na presidente Dilma Rousseff na legislatura passada na Câmara Federal. Em dezembro de 2012, assumiu o comando da Secretaria de Governo de Omar Aziz e saiu quase um ano depois, em cenário de isolamento no grupo do governador.

Na visita que Aécio Neves fez a Manaus, em novembro do ano passado, Rebecca prestigiou o tucano, recebendo-o no aeroporto e participando de toda agenda dele em Manaus.