Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Câmara Municipal de Manaus (CMM) começa a analisar reajuste salarial dos professores

Projeto de Lei que contempla o reajuste e as mudanças no Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) da Semed, assinado pelo prefeito Arthur Neto na última sexta-feira (16) chegou a CMM nesta segunda (19)

Terezinha Ruiz , que é professora, preside a Comissão de Educação na CMM

Therezinha Ruiz, que é professora, preside a Comissão de Educação na CMM (Divulgação)

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) começam a analisar nesta terça-feira (20) o projeto de lei que contempla o reajuste e as mudanças no Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) dos mais de 14 mil servidores da educação do município, assinado pelo prefeito Arthur Neto (PSDB) na última sexta-feira (16).

A presidente da Comissão de Educação da CMM, vereadora Therezinha Ruiz (DEM), declarou intenção de que o projeto, que propõe reajuste salarial de 10% para todos os servidores, seja aprovado ainda esta semana.

Segundo a parlamentar, a proposta proporcionará um ganho real de 3,85% no salário dos servidores da educação, uma vez que a inflação para o período é de 6,15%, e acarretará um acréscimo de R$ 4 milhões no orçamento da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Ainda segundo Therezinha, 90% das propostas apresentadas pelos professores foram acatadas pelo Prefeito, atendendo uma pauta baseada nas demandas apresentadas pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Amazonas (Sinteam), Associação Movimento de Luta dos Professores de Manaus (Asprom) e Comissão de Educação da CMM.

Entre os destaques do acordo estão a correção no que se refere ao sistema de remuneração, que passará a ser vencimento e não mais subsídio, o que permitirá o pagamento de abono e prêmios, e a implantação da Hora de Trabalho Pedagógico (HTP) para os professores do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

*Com informações da assessoria de imprensa