Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Caminhão carregando outro ‘engata’ na Av. Pedro Teixeira, Zona Centro-Oeste de Manaus

Veículo não conseguiu atravessar o trecho onde há uma passarela, próximo ao Hemoam; por causa disso, o outro caminhão teve que descer, provocando retenção na via

Altura da passarela, inferior a 5 metros, confunde motoristas de veículos altos, como foi o caso do caminhão de hoje (de cor amarela, transportando o de cor branca)

Altura da passarela, inferior a 5 metros, confunde motoristas de veículos altos, como foi o caso do caminhão de hoje (de cor amarela, transportando o de cor branca) (Stanley Falcão/Trânsito Manaus)

Um caminhão transportando outro na carroceria, do modelo conhecido como “cavalo mecânico”, não conseguiu atravessar um trecho da Avenida Pedro Teixeira, no Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, e acabou provocando um congestionamento, por volta das 10h30 quarta-feira (21).

O incidente ocorreu na esquina da Pedro Teixeira com a Av. Constantino Nery, próximo à Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam). Para viabilizar a passagem dos veículos, o caminhão que estava sendo transportado precisou ser retirado da carroceria, numa operação que fechou os dois sentidos da avenida. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans), próximos ao local, participaram da ação orientando os condutores.

A remoção levou cerca de trinta minutos. Depois que ambos os caminhões cruzaram o trecho da passarela, a situação foi normalizada, e a via liberada para o tráfego. A passarela da Av. Pedro Teixeira é criticada por ficar próxima de uma sinal de trânsito, o que a torna pouco utilizada, e por ser inferior à altura descrita em sua sinalização (5 metros, a altura definida para as passarelas de Manaus), o que já provocou acidentes com veículos altos, como caminhões-cegonha.