Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em apenas uma semana, campanha detecta casos de HIV, sífilis e hepatite B e C em Manaus

Iniciativa da Semsa para combater hepatites virais revela também um aumento nos casos de DST’s junto à população, incluindo sete novas ocorrências de Aids

Campanha percorreu 17 zonas de Manaus, visitando inclusive shoppings, universidades e empresas, além da área rural

Campanha percorreu 17 zonas de Manaus, visitando inclusive shoppings, universidades e empresas, além da área rural (Luiz Vasconcelos/Arquivo AC)

Durante a Campanha de Combate às Hepatites Virais, realizada no período de 21 a 28 de julho, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) diagnosticou 21 casos novos de hepatite B, seis de hepatite C, 41 de sífilis e sete de HIV. Foram atendidas 1.153 pessoas e o diagnóstico foi feito a partir da realização de 4.306 testes rápidos.

A campanha é realizada todos os anos para prevenir e detectar, de forma precoce, casos de hepatite, doença que causa a inflamação do fígado e pode evoluir para cirrose ou câncer de fígado.

“Este ano aproveitamos a ocasião para reforçar o diagnóstico por meio de teste rápido de HIV e sífilis, doenças com modo de transmissão similar à transmissão das hepatites B e C”, explica o secretário municipal de Saúde, Homero Miranda Leão.

A campanha promoveu 17 ações em diferentes zonas da cidade, incluindo a zona Rural, shoppings, Centros de Convivência, empresas e universidades.

“Somente no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, na zona Oeste, foram realizados mais de 800 testes rápidos, em um único dia”, explica a chefe do Núcleo de Controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Raquel Nunes de Souza.

De acordo com Adriana Souza, a realização do teste rápido, com resultado em aproximadamente 30 minutos, com o pré e pós-aconselhamento, facilita o acesso da população ao diagnóstico precoce e, consequentemente, ao início do tratamento, reduzindo o risco de transmissão, permitindo um melhor controle da doença no paciente e evitando a chamada transmissão vertical de mãe para o bebê durante a gravidez, parto ou amamentação.

Além da disponibilização de testes rápidos durante a campanha, a Semsa distribuiu mais de 100 mil preservativos masculinos, gel lubrificante e folders informativos para a população.

A Semsa já oferece os testes rápidos para HVI, hepatite B e C, e sífilis em 41 Unidades de Saúde, distribuídas nas Norte, Oeste, Leste, Sul e Rural. A disponibilização dos serviços acontece na rotina diária de trabalho de cada uma das 41 Unidades de Saúde e a população pode ter acesso em qualquer época do ano.

*Com informações da assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)