Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Caprichoso inicia pagamento de funcionários após liberação de repasse de R$ 973 mil

Última parcela dos contratos é destinada, inicialmente, aos 500 trabalhadores de carteira assinada. Neste mês, funcionários da agremiação promoveram um protesto alegando ausência de pagamentos

Repasse de R$ 937 mil é destinado, inicialmente, aos trabalhadores de carteira assinada

Repasse de R$ 973 mil é destinado, inicialmente, aos trabalhadores de carteira assinada (Divulgação/Gerlean Brasil)

A diretoria do Boi Caprichoso vem efetivando desde terça-feira (22) a liquidação da última parcela dos contratos de cerca de 500 trabalhadores com carteira assinada da agremiação. O repasse anual de 30%, que corresponde a R$ 973 mil, foi viabilizado após reuniões com patrocinadores. No dia 15 deste mês, funcionários do Caprichoso promoveram uma manifestação alegando falta de pagamento.

Como condição da liberação do restante da quota de patrocínios da Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e Coca-Cola para o bumbá, o Ministério Público do Trabalho (MPT 11ª Região), por meio da procuradora chefe substituta, Fabíola Salmito, exigiu folha de pagamento de abril e maio, além de documentações do cumprimento das recomendações de segurança do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) dentro dos galpões, assinado pelas diretorias dos bois em 2012.

Segundo a assessoria da agremiação, em julho o boi fez o pagamento de todos os empurradores de alegoria conhecidos como paikicés, porém ficou no aguardo da liberação dos recursos previstos para serem depositados ao longo do mês. Após a liquidação dos débitos, resta a quitação dos contratos terceirizados de colaboradores constituídos na classe de Micro Empreendedor Individual (MEI).

“Pela primeira vez, o Caprichoso paga aos operários e funcionários de carteira os direitos assegurados na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), como exemplo: rescisão, férias proporcionais, 1/3 das férias e décimo terceiro, entre pontos”, afirma o Boi.

O diretor administrativo do Caprichoso, Elias Michiles, afirma que o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) estará disponível nas contas particulares dos trabalhadores na Caixa Econômica para saque a partir da primeira semana do mês de agosto.

“Os recursos começaram a ser depositados pelos patrocinadores e nós, sem ter porque deixar dinheiro guardado no banco, convocamos os trabalhadores de carteira assinada. Pagamos suas devidas rescisões, não só com o saldo do contrato, de acordo com a lei para valorizarmos nossos colaboradores. Daqui a 10 dias os trabalhadores podem sacar o FGTS”, informou Michiles.

O Caprichoso afirma que deve continuar o pagamento dos trabalhadores de carteira assinada. Tendo em vista casos de ausência, a diretoria recomendou aos funcionários repassarem procuração para alguém receber a remuneração. “Quanto aos demais como MEI, o boi vai trabalhar, de acordo com recursos caindo na conta, no decorrer dos próximos dias”, explicou a assessoria.