Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Comunidade Fazendinha recebe Carreta da Mulher nesta segunda-feira em Manaus

De acordo com coordenador das Unidades Móveis da Prefeitura, o percentual de mulheres que realizam a mamografia pela primeira vez varia de 33 a 70%, dependendo do bairro


Exames de mamografia também poderão ser realizados nas unidades móveis

Exames de mamografia também poderão ser realizados nas unidades móveis (Antonio Menezes)

A Comunidade Fazendinha, localizada no bairro Cidade de Deus, zona Norte da cidade vai receber a “ Carreta da Mulher”. A Unidade Móvel de Saúde da Mulher vai estar no local até a próxima quinta-feira (1º), realizando exames de mamografia, ultrassonografia e preventivo do câncer do colo de útero. O secretário municipal de saúde, Francisco Deodato, frisa que o  encaminhamento para os exames será feito por Unidades Básicas de Saúde da Família localizadas em áreas do entorno.

A Prefeitura de Manaus já colocou em funcionamento quatro Unidades Móveis de Saúde da Mulher, duas das quais foram inauguradas pelo prefeito Amazonino Mendes na última sexta-feira (25), incluindo a que começa a atender nesta segunda-feira na comunidade Fazendinha. Instaladas em carretas modernamente equipadas, as unidades móveis já permitiram a realização de mais de oito mil exames na passagem pelos bairros Colônia Terra Nova, Cidade de Deus e Jorge Teixeira. Desde o último dia 22 deste mês, duas “Carretas da Mulher” estão posicionadas na comunidade Parque São Pedro, no Tarumã, para atender moradoras daquela área, de bairros da zona Norte e, também, da zona rural de Manaus.

A chefe do Setor de Saúde da Mulher da Semsa, enfermeira Sonja Ale Farias, destaca a importância da ampliação da oferta de exames de mamografia, como parte da política de prevenção e detecção precoce do câncer de mama. O Ministério da Saúde recomenda que o rastreamento deste tipo de câncer, por meio de mamografia, seja realizado a cada dois anos, nas mulheres de 40 a 69 anos de idade. “Ainda é muito comum a detecção do câncer de mama já em estágio avançado. O mamógrafo consegue identificar nódulos com menos de um centímetro e nós sabemos que, quanto mais precoce o diagnóstico, melhor o prognóstico de cura”, afirma Sonja.

É muito expressivo o número de mulheres que, graças ao serviço oferecido pelas unidades móveis da Prefeitura, estão realizando o exame de mamografia pela primeira vez. “Dependendo do bairro este porcentual tem varias entre 70% e 33%”, destaca o coordenador das Unidades Móveis de Saúde da Mulher, enfermeiro Edylson Albuquerque.