Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Corpo estranho é encontrado em extrato de tomate na Zona Norte de Manaus

Ao preparar a ceia de fim de ano, a autônoma Ariana Veras, se assustou quando despejou o conteúdo em um prato

Extrato de tomate com corpo estranho

Extrato de tomate com corpo estranho (Divulgação)

Na manhã desta terça-feira (31) de dezembro, a autônoma Ariana Veras encontrou um corpo estranho dentro de uma embalagem de extrato de tomate da marca “Quero”, quando preparava a ceia de ano novo.

Segundo Ariana, ela havia comprado os produtos da ceia de natal e ano novo no mesmo estabelecimento, no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, observando a data de validade dos produtos.

Na embalagem do extrato de tomate em questão, a informação é de que a validade do produto vai até o mês de fevereiro de 2015, segundo Ariana.

“Eu normalmente abro o produto e despejo no alimento, dessa vez eu senti vontade de colocar num prato, e achei estranho quando caiu algo mais viscoso. Quando mexi com colher eu vi uma coisa estranha”, relata Ariana.

Segundo a consumidora, o corpo estranho encontrado na embalagem do extrato de tomate era semelhante a uma rodela de tomate com mofo, escuro e com partes brancas no meio.

Ao constatar o corpo estranho, a consumidora tentou ainda entrar em contato com a empresa através do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), mas não obteve sucesso.

Nossa equipe também tentou entrar em contato com a empresa nesta quarta-feira (1) e também não conseguiu.

Defesa do Consumidor

A coordenadora da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembléia Legislativa do Amazonas, Michele Braga, informou que esse não é o primeiro caso de relatos de consumidores que encontram corpos estranhos dentro de embalagens de alimentos e orienta os consumidores a buscarem seus direitos.

“É importante que o consumidor guarde o corpo estranho e leve até a Delegacia do Consumidor, localizada na Delegacia Geral, para que seja realizada uma perícia técnica do produto e assim instaurado um procedimento criminal”, explicou.

Ainda segundo a coordenadora, esse procedimento é importante, pois só após com o laudo da polícia que a empresa será chamada para prestar esclarecimentos.

“Com o laudo em mão, o consumidor pode tomar outras providências, como uma ação por danos morais”, ressaltou.

Outros casos

Em outubro do ano passado várias denúncias foram realizadas sobre a presença de corpos estranhos como fungos e bolor no interior das embalagens do extrato de tomate da marca Pomarola em Manaus.