Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Desperdício de energia na Ponta Negra chega ao fim

Lâmpadas que ficaram quase 150 horas ligadas foram desligadas nesse final de semana, após denúncia de A CRÍTICA

Lâmpada [Ponta Negra]

Luminárias do complexo Ponta Negra, que ficaram ligadas ininterruptamente por 150 horas, estavam desligadas, ontem (Antonio Lima)

O gasto de dinheiro público com o desperdício de iluminação do Complexo de Lazer da Ponta Negra, na Zona Oeste, chegou ao fim na manhã deste domingo (1). As luzes e refletores que ficaram ligados ininterruptamente por seis dias foram desligadas pouco depois que a denúncia feita por A CRÍTICA, na edição de domingo, começou a circular.

A Ponta Negra recebe entre 5 mil e 10 mil pessoas aos domingo em função do projeto Faixa Liberada, realizado pela Prefeitura de Manaus. No local, ninguém soube informar por que as luzes que deveriam permanecer apagadas durante o dia foram apagadas somente depois de quase 150 horas.

A maioria das pessoas não notou a diferença porque costuma frequentar o balneário apenas aos finais de semana. No entanto, as que tiveram acesso à matéria chamaram atenção para o fato da imprensa ter que intervir para o desperdício acabar. “Infelizmente no Brasil e em Manaus é assim. Se a imprensa não agir para mostrar o que está errado, nada muda. A Ponta Negra é linda e disso ninguém tem reclamação, mas manter as lâmpadas acesas durante o dia fica evidente o gasto desnecessário. E isso sai de onde? Do nosso bolso”, destacou o professor João Ângelo, 39.

O vendedor Aldo Araújo, 35, questionou a demora para perceber o desperdício. “É muito tempo para desligar isso. Se fosse um dia ou dois poderiam dar uma desculpa que foi a chuva que deu defeito em alguma coisa, mas seis dias? Haja paciência e impostos para cobrir essa conta”, disse.

Flagrante
A CRÍTICA monitorou o desperdício de energia desde a última semana e constatou que as luzes foram mantidas ligadas 24 horas por dia. Contudo, todas as 60 lâmpadas instaladas nas 20 pilastras do anfiteatro, encontradas ligadas na última semana, estavam desligadas na manhã de ontem. O mesmo pôde ser conferido nos postes de iluminação pública instalados no calçadão e jardins do balneário.

Na última sexta-feira, o Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), responsável pela administração da Ponta Negra, informou A CRÍTICA que tomaria as providências necessárias para promover o desligamento durante o dia. A informação era que o sistema de iluminação e relés seria verificado ainda na tarde de sexta. Contudo, a reportagem que estava no local só deixou a área por volta de 17h e as lâmpadas continuavam ligadas.