Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Dupla assalta Bemol, faz homem refém e um dos suspeitos é preso

Quantia roubada, segundo a PM, é de R$ 22.500, e pode estar com segundo integrante foragido. Descontrolado, indivíduo chegou a fazer vítima refém e se entregou após falar com esposa

Com Robson de Souza Lopes, 25, foram apreendidas duas armas e R$ 15

Com Robson de Souza Lopes, 25, foram apreendidas duas armas e R$ 15 (Erica Melo)

Funcionários e clientes da Bemol da Bola do Produtor, Zona Leste, viveram momentos de tensão na tarde desta quarta-feira (23) após dois homens armados assaltarem os caixas do estabelecimento. Os indivíduos fugiram em um veículo roubado, trocaram tiros com a polícia, e um dos suspeitos, Rubens de Souza Lopes, 25, fez um homem refém e acabou sendo preso. A quantia roubada está calculada em R$ 22.500, segundo a PM, e provavelmente está sob a posse do outro homem, que está foragido.

Por volta das 13h, a dupla entrou na loja se passando por clientes e anunciou o assalto. Um deles, segundo a polícia, usava uma falsa atadura no braço para esconder a arma. Na ocasião, os homens renderam clientes e funcionários exigindo que o dinheiro dos caixas fosse repassado. “Eles foram direto nos guichês e as funcionárias assustadas repassaram o que tinham”, disse o policial da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), tenente Renan Carvalho.

Os suspeitos guardaram o dinheiro numa sacola e fugiram num veículo modelo Fiat Strada de cor verde, supostamente roubado e com placas falsas. Neste momento, a polícia seguiu em busca do carro, que parou na rua 9 do bairro Mutirão, onde uma perigosa troca de tiros levou Rubens a fazer de refém Emanuel Moreira Pinheiro, 44.

“Estava trabalhando em casa quando abri o portão da garagem. Ele (Rubens) já veio pra cima de mim colocando uma arma na minha cintura dando uma ‘gravata’ dizendo ‘só quero que você me esconda’, e eu obedeci”, disse a vítima.      

O outro suspeito, que trocava tiros com a polícia, conseguiu fugir do local a pé. Temendo ser morta num momento súbito de descontrole de Rubens, a vítima tentou acalmá-lo e chegou a oferecer um copo de suco de maracujá. “Percebi que ele estava nervoso e pálido, e eu que tenho pressão alta também estava passando mal. Por isso, perguntei se ele não gostaria de tomar um suco de maracujá. Chamei meu filho e ele nos trouxe dois copos”, contou Emanuel.

Refém conta que tentou lidar com descontrole de Rubens oferecendo um copo de suco de maracujá (Foto: Érica Melo)

Segundo versão apresentada pela vítima, nesse momento o homem abaixou a arma. “Tentava olhar no olho dele pra passar segurança. Perguntei se ele queria fazer alguma ligação e pedi pro meu filho trazer o celular”, contou.

De acordo com o tenente, na ocasião Rubens telefonou para a esposa e pediu para que ela fosse ao local, momento em que se entregou e libertou o refém. A negociação durou cerca de 15 minutos. “Pedi o tempo todo que os policiais tivessem calma, pois não queria que ele fosse morto dentro da minha casa. Cheguei a dizer a ele que errar uma vez é humano, mas que ele poderia pedir perdão a Deus”, disse Emanuel.

Rubens foi apresentado durante a tarde no 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e com ele foram apreendidos R$ 15 e a pistola usada no crime, uma PT 380. Um revólver calibre 38 também foi encontrado durante a fuga do outro suspeito.

Segundo o tenente Renan Carvalho, Rubens será encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa pelos crimes de roubo e cárcere privado. As investigações devem continuar para localizar o segundo integrante que está foragido.

Abalados no 13º DIP, duas funcionárias e o supervisor da loja se recusaram a falar com a reportagem. A direção da Bemol também não se pronunciou sobre a quantia roubada e afirmou que o valor ainda está sendo apurado.