Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Dupla roubava para ostentar roupas de marca em festas e nas redes sociais

Eles são considerados pela polícia como assaltantes de alta periculosidade e especialistas em atacar pessoas na saída das agências bancárias, crime conhecido como “saidinha de banco”

Dupla roubava para ostentar em festas e roupas de marca

Dupla roubava para ostentar em festas e roupas de marca (Luiz Vasconcelos)

Everton Luís dos Santos Araújo, 26, e Inagabael Cavalcante Rodrigues, 40, foram presos por investigadores do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e apresentados na manhã desta segunda-feira (10) pelo delegado Sandro Sarkis como assaltantes de alta periculosidade, especialistas em atacar pessoas na saída das agências bancárias, crime conhecido como “saidinha de banco”.  Eles estavam sendo investigados há dois meses.

A polícia investiga, agora, a participação de outras pessoas nos assaltos. Everton e Inagabael atuavam na capital desde o início do ano. Eles são especializados em assaltar pessoas na saída de agências bancárias e, segundo a polícia, costumavam gastar o dinheiro roubado em festas e em roupas, perfumes e sapatos de marca.

“As investigações continuam e nós queremos saber quantos assaltos eles fizeram”, disse Sandro.

O delegado informou que a dupla foi presa na sexta-feira (7), por meio de mandado de prisão preventiva. A prisão aconteceu na casa onde os dois estavam morando, localizada da na rua Santa Etelvina, bairro Betânia, Zona Sul.

Na casa foram apreendidos R$ 500, sapatos, roupas, perfumes, cintos e até um pandeiro novo, ainda com a etiqueta.

Segundo Sandro os suspeitos tinham funções definidas. Um ficava no interior do banco observando clientes que faziam grandes saques, atento ao barulho das máquinas de contar dinheiro. Dependendo do tempo que demorava a contagem de dinheiro, ele imaginava que o saque era de valor alto, então ele informava o parceiro que estava fora, que seguia a vítima, em uma motocicleta, até conseguir assaltá-la.

Assaltantes bem vestidos

Ainda segundo o delegado, os ladrões andavam sempre bem vestidos, principalmente quando iam praticar os assaltos, para não levantar nenhuma suspeita. Um dos últimos assaltos feitos pela dupla foi na quinta-feira. Eles conseguiram levar R$ 33 mil de um cliente do Bradesco do bairro da Compensa, Zona Oeste.

Até esta segunda-feira (10), segundo o delegado, duas vítimas já reconheceram os presos.

Na apresentação, os suspeitos preferiram ficar calados. Segundo a polícia, Inagabael mora em Manaus há mais de um ano e Everton chegou à capital este ano. Há suspeita de que os dois integram uma quadrilha interestadual.

O delegado Sandro Sarkis contou ainda que os suspeitos gostavam de “exibir” o dinheiro roubado por mensagens de celular. Após o roubo de quinta-feira, eles “comemoraram” até a noite, em bares e restaurantes, revelou Sarkis.