Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Estudo retrata os espaços urbanos e sugere políticas públicas para periferia de Manaus

Grupo de jovens cientistas da escola Augusto Loureiro Filho, na Zona Norte de Manaus, irá partir das próprias vivências para fazer uma análise das transformações no bairro Santa Etelvina

Mudanças no bairro ao longo dos últimos anos irão gerar estudo, que será divulgado em encontro de estudantes de Geografia na UEA

Mudanças no bairro ao longo dos últimos anos irão gerar estudo, que será divulgado em encontro de estudantes de Geografia na UEA (Divulgação)

Os espaços urbanos estão por todo lado, fazem parte do cotidiano da sociedade, mas nem sempre chamam a atenção das pessoas. Dentro de sala de aula, o tema é pouco debatido entre professores e alunos. Por isso, um grupo de jovens cientistas do Programa Ciência na Escola (PCE), da Escola Estadual Sebastião Augusto Loureiro Filho, no bairro Santa Etelvina, zona norte de Manaus, decidiram analisar as transformações urbanas no bairro.

O estudo intitulado "Agentes produtores do espaço urbano: uma análise no bairro Santa Etelvina" é coordenado pelo professor Moisés Barbosa da Silva, que desde 2008 registra as transformações geográficas na região.

Segundo o pesquisador, a ideia é mostrar a importância dos espaços urbanos na formação da comunidade, identificando os agentes produtores desses espaços e promovendo-os. “Temos que compreender detalhadamente os processos e as formas espaciais produzidas e reproduzidas para satisfazer as necessidades dos agentes produtores do espaço urbano, no caso, a própria comunidade”, disse Barbosa.

A pesquisa é desenvolvida a partir da vivencia dos próprios estudantes, que nasceram e cresceram na área. Robenilson Gomes (19) e Josiel Garcia (19) são dois dos quatro jovens cientistas do PCE, que participam do estudo. Para eles, uma oportunidade de analisar algo, que faz parte de seus cotidianos. “Participar de uma pesquisa como essa, além de agregar valor e conhecimento, passamos a conhecer mais o bairro que vivemos”, explicou Jasiel.

De acordo com pesquisador Moisés Barbosa, em três meses de pesquisa, os resultados mostram que já é possível ampliar a discussão a cerca do espaço urbano no bairro. Após a conclusão do estudo, por meio de um relatório científico, a equipe pretende retratar os espaços urbanos e suas transformações e sugerir políticas públicas para o bairro.

O resultado completo da pesquisa deve ser divulgado durante o Encontro entre Estudantes e Profissionais de Geografia, que será realizado em outubro desde ano, na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).