Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Garoto que caiu de 3º andar de shopping em Manaus passa a respirar sem ajuda de aparelhos

Após uma semana da queda, o menino P.T.N. segue internado na UTI do Pronto Socorro da Criança da Zona Leste. Conforme boletim médico divulgado pelo hospital, o garoto continua reagindo a estímulos nervosos

A criança deu entrada no Hospital e Pronto Socorro Infantil da Zona Leste (Joãozinho)

A criança não teve agravamento do quadro neurológico, conforme hospital (Winnetou Almeida)

O garoto de 5 anos que sofreu uma queda de aproximadamente 15 metros ao cair do 3º piso do Shopping Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, no último dia 14, continua internado na Unidade de Terapia Intensiva do Pronto Socorro da Criança da Zona Leste da capital. Ele superou a fase mais crítica da internação e já passou a respirar sem a ajuda de aparelhos.

As informações foram divulgadas em boletim médico pela direção do hospital. “Na manhã desta segunda-feira (21), o paciente foi ‘extubado’ e passou a respirar sem ajuda de aparelhos”, diz a nota enviada à imprensa. De acordo com o hospital, o menino de 5 anos continua reagindo a todos os estímulos nervosos e não teve agravamento do quadro neurológico.

Além disso, segundo boletim, o paciente permanece sem intercorrências relacionadas às cirurgias (laparotomias exploradoras) a que foi submetido na semana passada, mas o estado de saúde dele continua a inspirar cuidados. Quando chegou ao hospital, logo após a queda no shopping, P.T.N. apresentava fraturas nos membros superiores e traumatismo cranioencefálico.

Investigação

Atualmente, a polícia investiga o que exatamente aconteceu no shopping antes da queda. A delegada do 19º Distrito Integrado de Polícia, Lucimar Felipe, solicitou imagens do circuito de segurança do shopping para averiguar como a criança caiu, e também ouviu depoimento dos pais do menino. Há suspeita de que o garoto se pendurava em uma das escadas rolantes antes de sofrer a queda.