Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Homem é assassinado com facadas no pescoço e tiro na testa

Crime com características de execução ocorreu na madrugada desta quinta-feira (27), próximo ao Hospital Adventista, Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus

Homem morto seria, supostamente, um dos assaltantes do veículo roubado

Homem morto seria, supostamente, um dos assaltantes do veículo roubado (Divulgação/ Polícia Militar)

Um homem ainda não identificado pela polícia morreu após ser esfaqueado sete vezes no pescoço e baleado na testa na madrugada desta quinta-feira (27), por volta 00h32, dentro de um carro na avenida Danilo Areosa, no bairro Distrito Industrial 1, na Zona Sul. O crime assustou moradores e funcionários do Hospital Adventista, que fica na mesma avenida.

A vítima ficou estirada no banco do carona do carro Gol Bola de cor azul e placas JWK-8880, que teria sido roubado horas antes. “O carro parou aí na frente. Aí veio outro dali numa velocidade bem baixa e parou ao lado. Aí atiraram”, afirmou um segurança do Hospital Adventista. “Acho que isso foi uma emboscada. Esse cara deveria estar jurado de morte”, disse.

Segundo policiais da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o veículo Gol foi roubado por três homens na rua Castro Alves, no mesmo bairro, e uma hora depois um dos comparsas teria utilizado o celular da vítima do roubo para informar que o veículo só seria devolvido mais tarde. O homem que foi morto seria um dos assaltantes do carro.

O crime aconteceu em uma parte da avenida Danilo Areosa que à noite, tem pouca iluminação e circulação de carros e pessoas. Alguns moradores desconfiam de que o crime tenha sido planejado. “O cara ficou sozinho no banco do carona. Quem estava no volante? Tem características de execução, de morte encomendada”, relatou um morador da área.

Algumas pessoas que trabalham na avenida Danilo Areosa desconfiam que o crime tenha envolvimento com traficantes. “Para cá para trás tem um pessoal que mexe com droga. O tráfico aí para trás é pesado”, disse um morador. “Eu só ouvi uns dois tiros. Eram mais ou menos dez pra uma. Passou muita gente correndo aqui, mas eu não saí de casa para ver”.

O corpo da vítima foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML), onde espera para ser identificado por familiares. O crime está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).