Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Homens são assassinados aparentemente sem motivo, em casos distintos em Manaus

O Instituto Médico Legal recebeu os corpos Jhonny Alves Batista e Felipe Pimentel da Silva após ambos serem atingidos por armas de fogos. A autoria dos crimes, porém, ainda é desconhecida


Jhonny Alves Batista foi morto a tiros no bairro Jorge Teixeira

Jhonny Alves Batista foi morto a tiros no bairro Jorge Teixeira (Antônio Menezes)

Duas pessoas foram assassinadas a tiros em locais distintos na madrugada de sexta-feira para sábado (5): o segurança Jhonny Alves Batista, 29, e o autônomo Felipe Pimentel da Silva. Os dois casos estão sendo investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e os familiares das duas vítimas não souberam informar motivação nem autoria do crime.

O primeiro homicídio aconteceu por volta das 23h ainda desta sexta-feira (4), quando o segurança Jhonny estava trabalhando como mototaxista. Ele pegou um passageiro em um posto de gasolina, localizado na avenida Hilário Gurjão, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

O que ele não sabia é que o mesmo estava sendo perseguido por dois homens - que estavam em outra motocicleta e passaram atirando, tanto contra a vítima quanto o passageiro.

Jhonny morreu na hora. O passageiro, também atingido pelos disparos, foi levado para o Hospital Pronto-Socorro Dr. Platão Araújo, na Zona Norte da capital. Ele não teve o nome divulgado pela polícia.

Já Felipe foi morto em via pública na rua Bem-te-vi, no bairro Nossa Senhora de Fátima 2, Zona Norte, pouco depois da meia-noite deste sábado. A família disse que a vítima saiu de casa para ir a um bar próximo e, logo em seguida, recebeu a notícia que ele tinha sido assassinado. 

Pessoas que estavam no bar disseram que o viram comprando cigarro, mas não quiseram falar sobre o crime. A família disse que ele não tinha inimigos e nem era envolvido com crime.