Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Pintor é assassinado com dois tiros enquanto estava na mesa de bar na Zona Leste de Manaus

De acordo com policiais da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os primeiros a chegar ao local, os disparos saíram de uma arma calibre 32, ou 38.

Reginaldo foi morto enquanto estava na mesa do Acre Bar no São José 1

Reginaldo foi morto enquanto estava na mesa do Acre Bar no São José 1 (Evandro Seixas)

O pintor Reginaldo Marinho, o “Regi”, foi assassinado com dois tiros atrás do ouvido direito por volta das 20h30 enquanto estava no Acre Bar, localizado na antiga feira do bairro São José 1 na rua Rosarinho, zona leste de Manaus. Até o fechamento desta matéria, nenhum suspeito tinha sido preso.

De acordo com policiais da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os primeiros a chegar ao local, os disparos saíram de uma arma calibre 32, ou 38. Um disparo falhou e outros dois vitimaram Reginaldo. Na cena do crime, foram encontrados três projeteis e Reginaldo estava sentado com a cabeça caída sobre a mesa.

Segundo o dono do bar que não quis revelar o nome por medo de retaliações, Reginaldo freqüentava o bar há sete anos onde jogava baralho com os amigos todos os dias à noite. No momento do crime, ele estava sozinho na mesa do bar.

Testemunhas disseram ainda que primeiro o motoqueiro que trajava calça jeans e camisa escura, passou acompanhado em uma moto modelo Falcon com a placa alterada e viu a vítima no local. Em seguida, o piloto da moto voltou sozinho, pediu para que pessoas se afastassem de Reginaldo e executou a vítima a sangue frio. No bolso do pintor, a perícia encontrou o celular, a carteira e R$93 em espécie.

Uma familiar do pintor identificada apenas como Fabiana disse não entender o motivo do crime. “Ele não brigava com ninguém. Vinha aqui todos os dias jogar baralho e tomar a cerveja dele. Não fazia mal para ninguém”, disse.

A ocorrência foi registrada no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e em seguida encaminhada para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que vai investigar o caso.