Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré completa 100 anos

Localizada na Vila Municipal, igreja é uma das favoritas dos noivos, ao lado da São Sebastião; festividades pelo centenário começam hoje, às 19h

Capela fica de lado para Avenida Mario Ypiranga Monteiro (antiga Recife), no Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus

Capela fica de lado para Avenida Mario Ypiranga Monteiro (antiga Recife), no Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus (Euzivaldo Queiroz)

Começam hoje as comemorações alusivas ao centenário da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, campeã, ao lado da de São Sebastião, na preferência dos noivos, principalmente das famílias mais tradicionais e abastadas de Manaus. A agenda de 2014 para casamentos, por exemplo, está praticamente fechada.

Uma preferência que, na opinião do próprio coordenador da Comissão Organizadora, Otacílio Amato, só poderia ser justificada por razões unicamente celestiais. “Não sei explicar o motivo desse forte chamamento, afinal é um prédio modesto que fica um pouco escondido”, disse Amato, referindo-se à capela, que fica de lado para a avenida Mario Ypiranga Monteiro, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul.

Com o slogan “Os cem anos de fé”, a festa do centenário começa às 19h de hoje com a celebração de uma missa solene presidida pelo pároco Mário Missiatto. Entre 1º de setembro e 26 de outubro serão realizadas vários eventos surpresas, dos quais apenas um a Comissão Organizadora aceita revelar: “Vamos trazer a imagem peregrina de N.S. de Nazaré, de Belém para passar três dias entre nós (de 5 a 8 de setembro). O resto é segredo”, sentencia Otacílio Amato.

A Igreja de Nossa Senhora de Nazaré foi construída pelos padres Capuchinhos, com esmolas do povo e dinheiro recebido em toda parte. O começo de sua história, portanto, está íntima e estreitamente ligado à Paróquia de São Sebastião, responsável de toda área norte de Manaus.

A primeira capela nasceu com o nome de São Saturnino, na chácara de Washington Saturnino da Cruz, paraense, conferente da alfandega, situada na atual avenida Umberto Calderaro Filho, antiga Paraíba.

Com a autorização do bispo dom Frederico B. de Souza Costa, o senhor Washington construiu em sua própria casa uma capelinha e a chamou de São Saturnino, entre 1912 -1914. O então Vigário da Paróquia de São Sebastião, Frei José de Leonissa, celebrou nesta capela a primeira missa, passando a freqüentá-la regularmente. Durante um ano os católicos que moravam na Vila Municipal iam aos domingos à Chacára São Saturnino assistir missa.

Os Capuchinos perceberam, então a necessidade de se fazerem presentes naquela área que já dava sinais de crescimento futuro. Por meio de alguns moradores encontraram uma área próxima à praça do bairro, em 1934, local em que permanece até hoje, em frente à praça de N.S. de Nazaré

Os Capuchinhos, tendo a frente Frei José de Leonissa, começaram a construir a igreja inicialmente em madeira e, mais tarde, em alvenaria. Em 11 de Junho de 1948, o então arcebispo de Manaus, dom João da Matta de Andrade Amaral, com poderes extraordinários recebidos da Nunciatura Apostólica, criou a nova paróquia Nossa Senhora de Nazaré.